Consultor Jurídico

Notícias

Risco de infecção

Por Covid-19, TSE adia eleição suplementar para o Senado em Mato Grosso

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber, adiou a realização de eleições suplementares para o Senado Federal em Mato Grosso. O pleito estava marcado para 26 de abril e não será realizado por medida de segurança diante da pandemia de coronavírus. O despacho não determinou nova data.

Eleição suplementar vai escolher quem substitui Selma Arruda no Senado
Agência Senado

A decisão atende a pedido do presidente do Tribunal Regional Eleitoral mato-grossense, desembargador Gilberto Giraldelli, que manifestou ao TSE preocupação com o evento.

A ministra Rosa ainda esclareceu que não está descartada a possibilidade de o pleito acontecer simultaneamente às eleições municipais de 2020, em outubro.

A necessidade de eleição suplementar em Mato Grosso para escolher representante no Senado foi definida após a cassação de Selma Arruda (Podemos-MT), em decorrência da prática de caixa dois e de abuso de poder econômico durante a campanha eleitoral.

Clique aqui para ler o despacho

Revista Consultor Jurídico, 17 de março de 2020, 16h20

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/03/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.