Consultor Jurídico

Cancelamento de viagens

Procon-SP já registrou 1.902 atendimentos sobre problemas ligados ao coronavírus

O Procon anunciou nesta segunda-feira (16/3) que já foram registrados 1.902 atendimentos relacionados a problemas consumeristas gerados pelo coronavírus (como o cancelamento de viagens e eventos). 

Procon envia reclamações às empresas, para que estas apresentem soluções

Das quase duas mil ocorrências, 1.329 foram reclamações e 573 foram consultas. Entre as reclamações, 679 foram contra agências de viagens e 546 contra companhias aéreas. 

Os protestos também envolvem cruzeiros (43 casos), programas de fidelidade (43 casos) e problemas com ingressos e eventos (19 queixas no total).

As reclamações, segundo o órgão vinculado à Secretaria da Justiça e Cidadania, estão sendo encaminhadas às empresas, que deverão apresentar soluções viáveis e satisfatórias a cada caso específico.

Direitos do consumidor
O Procon aproveitou para informar que as empresas devem negociar alternativas que não prejudiquem os consumidores, como postergar viagens e eventos para data futura; restituir valores já pagos; ou traçar acordos com o consumidor.

O órgão disse ainda que é importante que os clientes sigam as orientações de instituições competentes, como a Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde e secretarias. 

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 16 de março de 2020, 16h52

Comentários de leitores

2 comentários

???

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

E o Procon conseguiu multar o corona vírus? Xiiiiiiiiiiiiiiii, o corona vírus ainda poderá recorrer ao Judiciário. Poxa, esta história ainda vai longe hein??

Coronavírus

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Está arrebentando as relações sociais e jurídicas.

Comentários encerrados em 24/03/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.