Consultor Jurídico

Notícias

Referência imprópria

Nem os militares fecharam o STF, diz Gilmar sobre a fala de Eduardo Bolsonaro

Para o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, a declaração do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) sobre fechar o STF e prender ministros caso a corte contrarie seu pai, o candidato à presidência da República Jair Bolsonaro, foi imprópria e inadequada. 

O ministro Gilmar Mendes afirmou que Eduardo Bolsonaro fez referências impróprias e inadequadas ao falar em fechar o Supremo. 
Rosinei Coutinho/SCO/STF

“Ali se fala que com um cabo e um soldado fecha o tribunal. Quando se faz isso, você já fechou alguma coisa mais importante, que é a própria Constituição", disse Gilmar a jornalistas nesta terça-feira (23/10).

"É bom lembrar que nem os militares fecharam o Supremo Tribunal Federal. Houve cassação de mandatos de três ministros em 1969, mas não houve fechamento de tribunal, de modo que esse tipo de referência é absolutamente impróprio, inadequado, precisa ser repudiado e acho que o país tem que voltar a respirar ares democráticos, independente de resultado eleitoral”, completou o ministro.

O vídeo com a fala do filho do presidenciável foi amplamente divulgado no domingo (21/10). Desde então, seu discurso já foi criticado pelo ministro Celso de Mello e pelo presidente da corte, ministro Dias Toffoli. 

O ministro Alexandre de Moraes chegou a pedir uma investigação, por parte da Procuradoria-Geral da República, da frase do parlamentar por crime contra a segurança nacional. O PT e o Psol entraram com representações na PGR para que o discurso seja investigado. 

Revista Consultor Jurídico, 23 de outubro de 2018, 18h01

Comentários de leitores

7 comentários

"o STF acovardado"

adilton (Professor)

quando o maior líder político desse país, o LULA falou que os ministros do STF eram covardes apareceu 11 ministros valentões para rebater a fala. Quando Dilma afirmou que o golpe foi golpe os 11 valentões do supremo apareceram. Agora, o filho do fascista falou que vai fechar o STF, os valentões do STF sumiram. E o pior que o filho do fascista tem razão, é necessário fechar o STF pois foi o STF quem viabilizou o golpe mantendo Lula como preso político. O judiciário brasileiro não só é a legítima representação do fascismo como o propaga. Só é estranho a página não estar cheia de comentários dos ilustres advogados de direito. No dia que esta página de DIREITA publicou matéria sobre o parecer da ONU favorável à candidatura de Lula vieram falar de direito!!

Fomentaram o descrédito

JCCM (Delegado de Polícia Estadual)

Não tem do que reclamar, pois, fomentaram o descrédito, se desrespeitando entre eles mesmos.
Alguns jogam pra torcida e esquecem o direito.
Outro faz proselitismo partidário.
Um terceiro condena mesmo afirmando não haver provas.
Tem aquele que segura a matéria na gaveta e não a leva em plenário mesmo sendo cobrado pelos pares.
E tem aqueles que ficam omissos, num sono total.
Enfim, a balburdia foi transmitida em várias ocasiões pela TV justiça, não havendo agora do que reclamar quando no seio popular alguns se acham mal representados e não os respeitam.
É triste assistir esse estado de coisas em nosso amado Pais.

Todos devem respeito ao stf

Dayan Roberto (Advogado Autônomo - Consumidor)

É claro que todos devem respeito ao Supremo Tribunal Federal. Mas, não vi moção nenhuma sobre as declarações de wadih damous parlamentar do PT e de José Dirceu, condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, acerca de suas declarações sobre o STF. O que vejo é uma seletividade tremenda, politiqueira e de momento.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 31/10/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.