Consultor Jurídico

Emissão de carbono

MP junto ao TCU pede que se apure descaso do governo com Amazônia

O subprocurador-geral do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União, Lucas Rocha Furtado, apresentou representação para que a corte apure o suposto descaso do governo do presidente Jair Bolsonaro com a preservação ambiental.

MP junto ao TCU cita reportagem que informa que atualmente a  Amazônia emite mais carbono do que absorve
Corpo de Bombeiros/RO

No texto, o subprocurador pede que a corte de contas aprecie em especial os indícios de enfraquecimento da proteção à Amazônia.

Rocha Furtado elenca uma série de representações motivadas por indícios de que o governo federal vem tratando com descaso a questão ambiental.

"Apenas como exemplos cito que em janeiro de 2020, propus representação para que o TCU analisasse em detalhes a questão atinente à baixa execução orçamentária do Ministério do Meio Ambiente em 2019 e os impactos ambientais dela decorrentes, conforme indicadores que apontei naquela oportunidade", diz trecho do documento.

O subprocurador também cita reportagem da reportagem do Correio Braziliense que informa que atualmente a Amazônia emite mais carbono do que absorve. "Não é demais relembrar que, há poucos dias, o atual governo participou da Cúpula do Clima da ONU, evento em que o presidente Bolsonaro discursou (22/4/2021) e apresentou, segundo especialistas, 'promessas vagas' e saiu 'da Cúpula do Clima do mesmo jeito que entrou: desacreditado', conforme trecho de reportagem realizada pelo site o Globo", sustenta Rocha Furtado.

Clique aqui para ler a representação na íntegra




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 3 de maio de 2021, 21h57

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/05/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.