Consultor Jurídico

Sem Almoço Grátis

Produtores rurais organizam "tratoraço" contra aumento de impostos em SP

Fim da isenção do ICMS para produtores rurais determinado por Doria gera onde de protestos no interior de São Paulo
José Cruz/Agência Brasil

Produtores rurais do interior paulista organizam um protesto para a próxima quinta-feira (7/1) contra o fim da isenção de 4,14% sobre o ICMS dos produtos agrícolas.

Convocado pelas redes sociais, o "tratoraço" irá ocorrer preferencialmente perto de supermercados, com o intuito de que os consumidores recebam a mensagem de que quem irá "pagar a conta dos impostos é povo".

Além do fim da isenção sobre o ICMS, o governador João Dória também aumentou as taxas sobre a importação de remédios contra o câncer. As alterações constam da Lei 17.293/20 e dos decretos  65.253 a 65.255. A presidente da Sociedade Rural Brasileira, Teresa Vendramini, confirmou presença no protesto. Mais de 150 municípios de diversas regiões paulistas já confirmaram participação no tratoraço.

Os organizadores do movimento divulgaram uma lista de produtos que devem ter o preço aumentado com o fim da isenção do ICMS. Veja quais são:

- Leite longa vida: 8,4%
- Carnes: 8,9%
- Medicamentos para Aids e Câncer na rede privada:14%
- Cadeira de rodas e equipamentos para pessoas com deficiência: 5%
- Têxteis, couros e calçados: 7,3%
- Energia elétrica para estabelecimento rural: 13,6%




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 4 de janeiro de 2021, 19h59

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/01/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.