Consultor Jurídico

Dado histórico

Pela primeira vez na história, número de advogadas supera o de advogados

Por 

O número de advogadas já é maior que o número de advogados no Brasil. Os dados constam no quadro da advocacia mantido pelo Conselho Federal da OAB que apresenta números totais e por estado.

Mulheres são maioria na advocacia brasileira conforme registros da OAB
123RF

Na última atualização, o número de advogadas era de 610.369 e de advogados 610.207. A Ordem confirmou à ConJur que é a primeira vez na história que as mulheres representam a maioria dos profissionais da advocacia brasileira.

A seccional do Rio de Janeiro é a que tem a maior diferença. São 75.412 advogadas em comparação com 70.695 advogados. Nas seccionais da Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Rondônia, Rio Grande do Sul, Sergipe e São Paulo as mulheres também são maioria.

A marca histórica foi alcançada poucos meses depois da aprovação da proposta de paridade de gênero nas eleições da Ordem dos Advogados do Brasil. A medida aprovada é de autoria da advogada e conselheira da OAB-GO, Valentina Jungmann. Em entrevista à ConJur em janeiro deste ano, ela destacou a importância da mudança estatutária.

"Para você ter uma ideia, apesar de a OAB ser considerada um sistema presidencialista, nós não temos uma advogada presidente das seccionais em nenhuma das 27 seccionais, e o mais interessante é que se nós olharmos essa história de 90 anos, nós só tivemos nas 27 seccionais apenas dez presidentes de seccionais eleitas", disse.




Topo da página

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 27 de abril de 2021, 15h52

Comentários de leitores

2 comentários

Projeto de Lei nº 725 de 2021

Eduardo aguiar 62 (Outros)

O Projeto de Lei nº 725 de 2021 quer permitir que o exame da OAB habilite o Advogado a atuar apenas em algumas áreas do direito.
É absurdo.
O Direito é dividido em áreas para facilitar o aprendizado e a sua compreensao, apenas por essa razão, mas o direito é um só.
Ainda que profissionais se dediquem a áreas específicas, isso ocorre após adquirir a formação geral.
Não se compreende o todo conhecedo-se apenas uma parte do Direito.
Essa Projeto de Lei nº 725 de 2021
é totalmente absurdo, não tem pé nem cabeça.

Pela rejeição do pernicioso projeto de lei nº 725 de 2021

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

Por Vasco Vasconcelos, escritor e jurista. Pela rejeição do pernicioso e inconstitucional Projeto de Lei nº 725 de 2021 que restringe as áreas de atuações do advogado e vai quintuplicar o faturamento da OAB (PUBLICADO NO PORTAL:GENTE DE OPINIÃO. Senhores omissos Deputados Federais e Senadores a República. Não podemos brincar com o desemprego que assola o país dos desempregados nem fingir de moucos aos abusos que vem praticando os mercenários da OAB.
Pensava eu, com meus botões que depois que a OAB/FGV, serem flagradas, no último exame caça-níqueis da OAB, plagiando questões de outra banca examinadora, para ferrar ainda mais os seus cativos e encher os cofres da OAB, fosse aparecer um parlamentar decente, de coragem, para abolir de vez a exploração dos bacharéis em direito, o trabalho análogo a de escravos, a escravidão moderna da OAB, e assim inserir no mercado de trabalho cerca de 400 mil cativos, ou escravos contemporâneo da OAB, devidamente qualificados pelo omisso Ministério da Educação, sem direito ao primado do trabalho, num verdadeiro desrespeito a dignidade da pessoa humana.Enquanto o país está batendo todos recorde de desempregados, em face da pandemia da COVID-19, ou seja quase 14 milhões de desempregados, sem incluir os 400 mil cativos da OAB, um neófito, deputado Federal, alheio a realidade nacional, eleito na cauda da popularidade do Mito, Presidente Jair Bolsonaro, preocupado em quintuplicar o lucro da OAB, pasme, apresentou aos seus pares, o nefasto PL nº 725/ DE 2021.Trata-se na realidade de uma proposta imunda, indecente, descabida, além de inconstitucional e mercantilista, que visa restringir o livre exercício da advocacia cujo título universitário habilita, além de criar dificuldades para colher facilidades.
..

Comentários encerrados em 05/05/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.