Consultor Jurídico

Votação suspensa

Presidente do STJ interrompe eleições do clube Vasco da Gama

Ministro Humberto Martins suspendeu a eleição presencial para presidência do Vasco

Para evitar a propagação da Covid-19, o presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Humberto Martins, aceitou pedido de um torcedor do Vasco da Gama e suspendeu as eleições presidenciais no clube carioca.

O ministro revogou decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro que havia permitido o pletio, que aconteceria neste domingo e foi interrompido.

No pedido, o torcedor do Vasco alega que a votação presencial foi determinada por um desembargador do TJ-RJ que contrariou decisão anterior que havia autorizado que as eleições ocorressem de modo eletrônico

Ao analisar a matéria, o ministro alegou que no contexto da pandemia de Covid-19 no país, a votação presencial pode gerar danos irreversíveis à saúde pública.

“O risco de disseminação do contágio da Covid-19, com consequências graves que poderão ser percebidas em futuro breve, impõe, portanto, pela emergência sanitária do caso posto para apreciação, o deferimento da tutela provisória pedida”, afirmou Martins.

A suspensão foi decidida durante o plantão judicial do STJ, que opera desta maneira deste a última quarta-feira (4/11) por conta de um ataque hacker à rede do tribunal, que deixou o sistema da corte fora do ar.

“A situação emergencial é indubitável e está claramente explicitada, uma vez que a eleição já está acontecendo e os prejuízos podem ser irreversíveis”, declarou o ministro.

Por fim, o magistrado lembrou que não se pode deixar de utilizar a tecnologia em prol da saúde pública e que a adoção da votação é condizente com uma administração responsável.

0215689-97.2020.8.19.0001




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 8 de novembro de 2020, 10h10

Comentários de leitores

1 comentário

Hipocrisia colossal

Professor Edson (Professor)

Enquanto isso shoppings, bares, boates , bailes funks e restaurantes abertos, realmente essa decisão do presidente do STJ é de uma hipocrisia colossal, é uma vontade de aparecer ridícula.

Comentários encerrados em 16/11/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.