Consultor Jurídico

Preso no Paraná

Polícia prende suspeito de ameaçar de morte juiz que decretou lockdown no MA

Juiz Douglas Martins recebia ameaças desde dezembro de 2019 nas redes sociais
Divulgação

A Polícia Civil do Maranhão prendeu o suspeito de ameaçar de morte o juiz Douglas Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Comarca da Ilha de São Luiz, no Maranhão. A prisão contou com o apoio do Centro de Operações Policiais Especiais da Polícia Civil do Paraná.

O magistrado recebia ameaças desde dezembro de 2019, que se intensificaram, no entanto, após ele decretar o lockdown (bloqueio dos serviços não essenciais) em São Luís e mais três municípios da região metropolitana. Uma das mensagens dizia que o juiz iria morrer caso não voltasse atrás na decisão. Imediatamente, o magistrado pediu investigação à Polícia Civil do Maranhão.

A operação conjunta tem o inquérito presidido pelo delegado Odilardo Muniz, chefe do Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos (DCCT), órgão da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), e contou com o apoio da Comissão de Segurança Institucional do Tribunal de Justiça do Maranhão, presidida pelo desembargador Raimundo Barros.

Segundo relato do juiz, o suspeito inicialmente o ameaçou por meio de mensagens privadas, mas depois ficou sabendo que algumas delas haviam se tornado públicas. “Vivemos momentos de muita intolerância em nosso país. As pessoas já não se contentam em divergir e debater ideias diferentes. A diferença de pensamento é natural e necessária”, disse o magistrado.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 12 de maio de 2020, 21h52

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 20/05/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.