Consultor Jurídico

Confirmação de Sentença

Segunda instância da Justiça italiana condena Robinho a 9 anos por estupro

Jogador brasileiro foi condenado a nove anos de prisão por estupro na Itália
Divulgação

A Justiça italiana confirmou a condenação de Robinho e Ricardo Falco a nove anos de prisão pelo estupro coletivo de uma jovem de origem albanesa. Segundo os autos, o crime ocorreu na madrugada entre o dia 22 e 23 de janeiro em uma boate italiana. A defesa do atleta já informou que irá entrar com um recurso na Corte de Cassação, instância superior do Poder Judiciário Italiano.

O jogador foi representado pelos advogados italianos Alexander Guttieres e Franco Moretti. Os defensores apresentaram um recurso de 65 páginas, 19 anexos e 4 consultorias técnicas diversas. Eles alegam que não existem provas de que a vítima estava em condição de inferioridade psíquica e física.

No julgamento desta quinta-feira, após duas horas de audiência, a corte de apelação se reuniu e decidiu pela confirmação da condenação de Robinho e Falco. Com a decisão, a Justiça italiana já pode emitir um mandado para que ele aguarde na prisão o julgamento do recurso. Robinho, contudo, mora no Brasil e o país não extradita seus cidadãos.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 10 de dezembro de 2020, 18h17

Comentários de leitores

2 comentários

Brasil com 4 Instâncias

Bartolomeu Dias de Araujo (Administrador)

O que me chamou atenção foi “ Corte de Cassação, Instância Superior do Poder Judiciário Italiano” Será que na Itália tem a 4* instância como aqui em no riquíssimo Brasil???

Brasileiro

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

Não teve aquele jogador, lá na Alemanha, que colocou fogo na própria casa?
E aquela contadora, que renunciou à nacionalidade brasileira e matou um aviador, herói norte-americano?
E a brasileira que praticou advocacia sem licença e pegou na Flórida 4,5 anos de prisão (Conjur https://www.conjur.com.br/2020-nov-24/brasileira-praticou-advocacia-licenca-eua-condenada).

Comentários encerrados em 18/12/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.