Consultor Jurídico

Em dez meses

STJ registra marca de 555 mil decisões durante o trabalho remoto

O Superior Tribunal de Justiça proferiu mais de 555 mil decisões desde a implementação do trabalho remoto, em 16 de março do ano passado. A medida foi tomada com a finalidade de evitar a disseminação da Covid-19.

STJDesde março, o STJ realizou 185 sessões virtuais para julgar recursos internos

Entre 16 de março e o último domingo (17/1), foram proferidas 555.431 decisões, sendo 418.418 terminativas e 137.013 decisões interlocutórias e despachos.

No período, em sua maioria, as decisões terminativas foram monocráticas (328.942). As decisões colegiadas somaram 89.476.

Entre as classes processuais, as que mais apresentaram decisões foram os agravos em recurso especial (163.990), os Habeas Corpus (119.735) e os recursos especiais (70.780).

De acordo com os dados atualizados, o STJ realizou no período 185 sessões virtuais para o julgamento de recursos internos (agravos regimentais, agravos internos e embargos de declaração). Com informações da assessoria de imprensa do STJ.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 18 de janeiro de 2021, 21h13

Comentários de leitores

1 comentário

Quantidade, tudo certo! E a QUALIDADE?

Eliel Karkles (Advogado Autônomo - Civil)

Quantidade não quer dizer QUALIDADE.

E a qualidade das decisões? Se foram só aquelas feitas por sistema (quase tudo igual), é pouco, deveria ter sido 10x mais... Se foi decisão de humanos e de qualidade, ufah, parabéns.

O CNJ é OMISSO, mas deveria pensar em avaliar a qualidade de decisões, já que só "quantidade" não quer dizer NADA! Tem muita decisão que não vale o papel ou "bit" que é usado. Uma vergonha, um lixo!

Comentários encerrados em 26/01/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.