Consultor Jurídico

Constrangimento legal

Advogado usa palavrão em petição e pede aposta com o juiz

Uma petição protocolada na 16ª Vara Cível de Porto Alegre tem provocado espanto nas redes sociais. Trata-se de um caso em que um advogado de nome René, em nome de uma consumidora que processa a Telefônica S.A, usa palavrões ao peticionar e pede até uma aposta com o juiz do processo.

Advogado exagerou na argumentação em petição de ação do consumidor em RS
Reprodução

O caso se tornou público graças a texto do jornalista e advogado Marco Antonio Birnfeld, que mantém o site Espaço Vital. Na petição, o advogado afirma que "qualquer imbecil e burro sabe que o Google Maps é manipulado por uma empresa privada que está atrasada com a evolução cotidiana e realidade das ruas e avenidas, causando espanto que o cidadão venha aqui falar essas patifarias no processo; é no mínimo um cavalo".

No mesmo documento, o causídico decide usar palavrões. "Este advogado vem aqui lhe dizer, Excelência, que jamais seria um 'FDP ou 'c. de c.......' para dar azo a qualquer falsificação, razão esta da qual aposto quanto quiser contigo para que chame um perito nesta comarca com a finalidade de analisar as assinaturas, mas não me venha falar bobagem na ânsia de gerar dúvidas sobre a minha conduta. Seria a mesma coisa que eu dizer que não é o doutor que está despachando, mas sim seu assessor ou o estagiário."

A ação pede a anulação de débito da consumidora e indenização por danos morais e tramita desde julho de 2020 em segredo de justiça. O valor da causa é de R$ 10.427,81.

5046950.22.2020.8.21.0001




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 13 de fevereiro de 2021, 17h42

Comentários de leitores

27 comentários

brazil sob....influências nefastas

Osvaldo Gonçalves (Advogado Autônomo - Civil)

O Brazil... entrou num período de influências nefastas.... espíritos de porcos foram despertados e toda espécie de maledicência ganha status sob o chavão do dito "direito de manifestação"...

Excelente comentário

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

Excelente, comentário, Doutor Osvaldo.

Cpc é um para todos.

Douglas Borges Dias de Souza (Advogado Autônomo - Civil)

O artigo 78 do CPC normatiza o emprego de expressões ofensivas no âmbito processual.

Eu li os autos na integralidade.

Filipe da Silveira Machado (Advogado Assalariado - Empresarial)

Esse advogado desonra nossa classe. O que ele fez é imperdoável. LI os autos: Não tinha razão e mesmo que tivesse estaria completamente errado o que fez.
Quando me formei dava opinião lendo reportagem. Depois de algum tempo só lendo o processo. Hoje eu sei que a verdade só sabe quem viveu o processo mesmo e olhe lá. Fica a dica para os apressados em opinar. Consulta de elevador? Eu não.

Não de opinião sobre o que não sabe!

Rene Saldanha (Advogado Autônomo - Civil)

Prezado

Lhe aconselho a não expressar opinião sobre um assunto que não tenha conhecimento. Grato

Parabéns

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

Parabéns ao nobre advogado.
Felizmente, ainda, aqui, no Brasil, temos ADVOGADOS com "A" maiúsculo.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 21/02/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.