Consultor Jurídico

Sessões híbridas

Nova fase de retomada ao trabalho presencial começa em 1º de fevereiro no TST

O Tribunal Superior do Trabalho implementará, a partir de 1º de fevereiro de 2022, mais uma etapa de retorno ao trabalho em regime presencial, com limite de presença de servidores em até 75% do quadro de cada unidade em cada turno de trabalho.

TSTNova fase de retomada ao trabalho presencial começa em 1º/2/22 no TST

Fica autorizado ainda o acesso do público externo e a ocorrência de sessões de julgamento de todos os órgãos judicantes em regime híbrido, conforme deliberação.  

As recomendações constam no Ato Conjunto 351/2020, desta segunda-feira (20/12), e levam em consideração o abrandamento das condições epidemiológicas relacionadas à Covid-19 no Distrito Federal e o avanço do estágio de vacinação da população.

O documento é assinado pela presidente do TST, ministra Maria Cristina Peduzzi, pelo vice-presidente, ministro Vieira de Mello Filho, e pelo corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Aloysio Corrêa da Veiga.

Ingresso do público externo e advogados
A autorização de ingresso presencial de advogados às sessões de julgamento híbridas será restrita a 1/3 do total de assentos disponíveis na sala de julgamento, a fim de assegurar o distanciamento físico. O requerimento de sustentação oral por meio presencial poderá ser formulado no Portal da Advocacia, caso o processo tramite no sistema eSIJ, ou via e-mail à Secretaria do órgão judicante, caso o processo tramite pelo PJe. 

Para participar das sessões presencialmente, os advogados deverão estar vacinados há pelo menos 15 dias. O uso de máscaras é obrigatório para todos. Como medida preventiva, está dispensado o uso da beca pelos advogados.

Prevenção
Para fins de ingresso e circulação nas dependências do Tribunal será exigida a apresentação de comprovante de vacinação contra a covid-19. A vacinação poderá ser comprovada mediante a apresentação de certificado físico ou digital (ConecteSUS). O acesso de pessoas não vacinadas se dará mediante apresentação de testes RT-PCR ou de antígeno não reagentes para Covid-19 realizados nas últimas 72h.

O uso de máscaras de proteção facial para ingresso e permanência nas dependências do Tribunal, previsto no Ato Conjunto TST.GP.GVP.CGJT 316, de 4 de agosto de 2020, continua obrigatório, inclusive aos que apresentarem comprovante de vacinação.

Medidas de segurança
Para garantir as recomendações da Organização Mundial de Saúde e, assim, a observância de critérios epidemiológicos que assegurem transição segura ao restabelecimento gradual do trabalho presencial, a Comissão de Apoio para Retorno Gradual ao Trabalho Presencial, formada por ministros, profissionais da saúde e representantes da Administração do TST, implementou uma série de medidas. 

O uso do ponto eletrônico foi dispensado e o uso dos elevadores é restrito a quatro pessoas. As dependências do TST também foram sinalizadas nos pontos de maior circulação de pessoas. Locais em que há formação de filas, como halls dos elevadores e entrada do prédio, receberam indicações de posicionamento, para manutenção do distanciamento recomendado de 1,5 metro. Com informações da assessoria de imprensa do TST.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 20 de dezembro de 2021, 16h37

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/12/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.