Consultor Jurídico

Notícias

Petista enrustida

TRE-SP determina a retirada de vídeo negativo à Mara Gabrilli do YouTube

Por 

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo determinou, neste sábado (6/10), a retirada de propaganda negativa divulgada no YouTube contra a candidata ao Senado por São Paulo Mara Gabrilli (PSDB). Para o juiz auxiliar de propaganda, Paulo Sérgui Brant de Carvalho Galiza, o vídeo atacado dissemina fake news contra a hoje deputada federal.

"Nota-se que o vídeo impugnado desborda a liberdade de expressão, na medida em que vai além da exteriorização do pensamento pessoal do autor do vídeo no âmbito do debate político-eleitoral, veiculando fato sabidamente inverídico, porquanto a candidata representante não é aliada a todas as pautas da esquerda como quer fazer crer o representado Luiz Fernando de Moura Cagnin, de modo a prejudicar a imagem da representante", disse o magistrado.

O vídeo impugnado diz que “a respeito da senadora Mara Gabrilli, ela defende ideologia de gênero, o desarmamento das pessoas, todas as pautas da esquerda. Ela não pode ser eleita como senadora. Você tem que votar no Major Olímpio, e não em quem tem uma ideologia, uma cosmovisão completamente alinhada com a esquerda. Porque, senão, você vai querer como, que o Presidente da República consiga governar como?”

Galiza diz ainda que o conteúdo impugnado configura fake news, por se tratar de "veiculação de notícia falsa revestida de artifícios que lhe confere aparência de verdade, ressalta-se que 'fato sabidamente inverídico' se refere à inverdade gritante, à mentira que seja conhecida pelo homem médio".

Na representação ao tribunal eleitoral, a defesa da candidata afirma saber não ter condição de "limpar a rede mundial de computadores desse vírus altamente danoso para a democracia que são as fake news e postagens de conteúdo degradante", bem como que Mara Gabrilli "suportou o quanto pode esses ataquesvirtuais". No entanto, decidiu acionar a justiça para dar satisfação a seu eleitorado. Nas publicações feitas contra a tucana, ela é chamada de "petista enrustida"e associada a pautas tidas como de esquerda.

Nesse sentido, o juiz concedeu a liminar que determina a retirada do vídeo e estipula multa diária de R$ 10 mil em caso de descumprimento da decisão. Mara Gabrilli e o candidato do PT Eduardo Suplicy estão na frente nas pesquisas de intenções de voto aoSenado em São Paulo.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 6 de outubro de 2018, 19h18

Comentários de leitores

2 comentários

Mara é guerreira e sabe manter

Paulo Roberto L Albano (Outros)

Não serão mentiras que vão tirar Mara do jogo. Mara tem provado que é possível fazer política com ética e compromisso com a democracia.

Mara é guerreira e sabe manter

Paulo Roberto L Albano (Outros)

Não serão mentiras que vão tirar Mara do jogo. Mara tem provado que é possível fazer política com ética e compromisso com a democracia.

Comentários encerrados em 14/10/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.