Consultor Jurídico

Notícias

Luto no ES

Morre o advogado e professor de Direito Thiago Fabres, aos 42 anos

O advogado e professor de Direito Thiago Fabres morreu nesta quarta-feira (26/2), aos 42 anos, no Hospital Praia Costa, em Vila Velha (ES). Ele estava em casa e teria sentido fortes dores no peito antes de ser encaminhado ao atendimento médico.

 Thiago Fabres morreu nesta quarta-feira (26/2), em Vila Velha, no Espírito Santo
Reprodução

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), decretou luto oficial de três dias. "Recebi com surpresa e pesar a notícia do falecimento do Dr. Thiago Fabres de Carvalho. Professor, advogado renomado na militância criminal, Thiago era também membro do Conselho Estadual de Ética. Nosso reconhecimento pelo tempo em que contribuiu com o estado. Sentimentos à família", escreveu em suas redes sociais.

A Seccional da OAB no estado também emitiu nota de pesar. No texto, o presidente da Ordem local, José Carlos Rizk Filho, afirmou estar consternado com a morte e desejou força a família.

Fabres era pós-doutor em Criminologia na Universität Hamburg (ALE) e doutor e mestre em Direito pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). O advogado também era professor adjunto de Direito Penal e Criminologia e do Programa de Pós-Graduação em Direito Processual da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

O site da universidade publicou a seguinte nota:

Com pesar, informamos o passamento de nosso brilhante colega Thiago Fabres de Carvalho. Jovem criminalista com formação de excelência que engrandeceu nosso Programa de Pós-Graduação quando passou a integrar seu corpo docente permanente. Todos os colegas do PPDGIR e do Departamento de Direito da Universidade Federal do Espírito Santo estão consternados com o corrido.

Informações sobre o velório e o enterro ainda não foram divulgadas.

Revista Consultor Jurídico, 26 de fevereiro de 2020, 19h25

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/03/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.