Consultor Jurídico

Notícias

Levantamento parcial

Em SP, apenas nove partidos destinaram 30% das verbas às candidatas a deputadas

Dos 34 partidos, apenas nove destinaram 30% das verbas dos fundos partidários e eleitorais às candidatas que concorrem ao cargo de deputada federal em São Paulo, conforme determinação do Tribunal Superior Eleitoral. São eles o PCB, PTB, PMN, PTC, PSOL, Novo, PSTU, PSL e PCO.

Os dados foram levantados pelo Ministério Público Eleitoral do estado e também apontam que há concentração de distribuição de recursos a um pequeno número de candidaturas. O MPE-SP compilou os números até a última quarta-feira (3/10) a partir das informações que os próprios partidos repassam ao TSE.

O levantamento permite ver não apenas se as legendas estão destinando verbas para as candidaturas proporcionais, mas também qual o nível de concentração do dinheiro e qual o percentual de candidaturas que não recebeu nenhum recurso — o que pode indicar candidaturas fraudulentas. Isso porque apenas o PCB e o PCO não deixaram as mulheres que estão disputando sem verbas. O restante distribuiu a porcentagem apenas para algumas candidaturas femininas.

Segundo o órgão, o MP Eleitoral vem ouvindo candidatas, com o objetivo de apurar a situação das campanhas proporcionais. Apesar de os partidos poderem fazer ajustes nas prestações de conta até novembro, o levantamento feito no dia a dia da campanha permite ter um retrato mais fiel de como é feito o investimento dos partidos nas candidaturas femininas, afirma o órgão.

Leia abaixo a tabela do MPE com o ranking dos partidos:

Com informações da Assessoria de Imprensa do Procuradoria Regional da República da 3ª Região

Revista Consultor Jurídico, 6 de outubro de 2018, 8h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 14/10/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.