Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

"Eficiente e independente"

Sorteio de Fachin para "lava jato" no Supremo é comemorado por Sergio Moro

Por 

O sorteio do ministro Edson Fachin para ser relator dos processos da operação "lava jato" no Supremo Tribunal Federal foi comemorado pelo juiz do caso na primeira instância em Curitiba, Sergio Moro.

Sergio Moro considera Edson Fachin um magistrado "eficiente e independente".

Em nota, Moro afirmou que Fachin “é um jurista de elevada qualidade e, como magistrado, tem se destacado por sua atuação eficiente e independente”. 

O juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba também tinha o relator da "lava jato" no STF, Teori Zavascki, em alta conta — apesar deste tê-lo repreendido pela divulgação ilegal de conversas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Quando o ministro morreu na queda de um avião em Paraty (RJ), em 19 de janeiro, o juiz federal declarou que ele "foi um grande magistrado e um herói brasileiro", um "exemplo para todos os juízes, promotores e advogados deste país". 

Novo relator
Após ser transferido para a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal, o ministro Edson Fachin foi escolhido via sorteio eletrônico, nesta quinta-feira (2/2), para ser o novo relator da operação “lava jato” na corte. O posto estava vago desde a morte de Teori Zavascki.

Com a morte de Teori, o natural seria que quem fosse indicado no seu lugar assumisse a "lava jato", como fixa o Regimento Interno do STF. Contudo, o artigo 68 da norma permite que, em casos urgentes ou nos quais haja risco de perecimento de direito, os processos sejam redistribuídos imediatamente, sem aguardar a nomeação de um novo magistrado.

O presidente Michel Temer afirmou que só indicaria o substituto de Teori no Supremo após a corte definir internamente quem será o novo relator da operação “lava jato”.

Com isso, a presidente da corte, Cármen Lúcia, optou pelo sorteio entre ministros da 2ª Turma — da qual Teori fazia parte. Para ter quórum para o sorteio, Edson Fachin pediu transferência para esta seção, e foi prontamente sorteado para comandar a operação no STF.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 2 de fevereiro de 2017, 15h46

Comentários de leitores

3 comentários

É assim

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

É assim que muita gente ganha na loteria brasileira! Sorteio uma ova!

comemorado?

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Comemorar: celebrar; fazer cerimônia festiva para enaltecer um fato, acontecimento, uma pessoa; festejar; realizar uma festa.

Data vênia...

Neli (Procurador do Município)

Magistrado de primeiro grau não tem que comemorar sorteio de relatoria para ministro no STF.
Dizer que o sorteado tem elevado saber jurídico é incipiente, porque pressupõe que todo ministro na Augusta Corte tem elevado saber jurídico.
Se não tivesse, os nossos dignos políticos jamais o indicaria.
Sim, porque na 7ª Constituição Republicana há com a clareza do sol de meio dia que :para ser ministro no STF deve ter elevado saber jurídico e reputação ilibada.
E ,eu aqui, operária do direito,presumo que a atuação independente está contida na reputação ilibada.
Penso que se não tivesse as duas qualidades, jamais deveria ter sido elevado a esse posto.
Com a devida vênia, juiz de primeiro grau não deveria se manifestar sobre questões “internas corporis” da Corte Suprema.
Sim, porque o sorteio para um processo é questão interna lá.
Tivesse sido sorteado o ministro A, B, C ou D, um magistrado deveria se manter imparcial.
E nós o povo?
Ah, podemos pitacar à vontade.
E o advogado ou membro do Ministério Público que atua no feito?
Aí até por noblesse oblige deveria dizer: excelente ministro,excelente escolha!
Como serva do direito penso ter sido uma boa escolha na álea que é o sorteio.
Aliás, como qualquer outro ministro da Segunda, se tivesse sido sorteado, teria sido bom.
Todos têm capacidade jurídica ímpar e conduziria o processo a bom termo.
Lamento a morte do Ministro Teori, mas, o atual relator honrará a sua memória. O Sul do Brasil continuará a ser bem representado.
Ah, sobre os requisitos para ser ministro da Suprema Corte, salvante a reputação que não deve ter lá muito postura ministerial , mas, tenho elevado saber jurídico e, até 29 de abril, menos de 64 anos...penso que seria uma digna ministra.

Comentários encerrados em 10/02/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.