Chamado à inclusão

Livro mostra como gênero e raça influenciam julgamentos

30 de novembro de 2023, 16h32

Em meio aos painéis e encontros do último dia de evento, a 24ª Conferência Nacional da Advocacia Brasileira recebeu nesta quarta-feira (29/11) o lançamento do livro Advogando sob as Lentes de Gênero e Raça.

Divulgação
Autores defendem advocacia mais combativa sob a ótica de gênero

Publicada pela Editora Mizuno, a obra apresenta uma coletânea de artigos que mostram como as questões de gênero e raça afetam as salas de julgamento e influenciam decisões em vários ramos do Direito.

A partir dessa perspectiva, o livro aborda a complexidade do mundo jurídico também sob o prisma da igualdade e da inclusão, evidenciando desigualdades estruturais e barreiras laborais no âmbito dos Direitos Penal, de Família, Previdenciário, Tributário, Internacional e Processual.

”São reflexões sobre protocolos de julgamento. Pensamos em reunir advogados a respeito do protocolo no âmbito do gênero. O livro traz essas novas lentes para conseguirmos fazer uma advocacia mais combativa. Isso é imprescindível”, explicou a diretora da OAB-SP e advogada Dione Almeida Santos, que organiza a coletânea junto com Fábio Santana, Felipe Fernandes, Isabella Paranaguá, Larissa Matos e Silvia Freire Marzagão.

Segundo o texto de apresentação da obra, Advogando sob as Lentes de Gênero e Raça é um chamado à ação para uma Justiça inclusiva, voltado àqueles que buscam um sistema jurídico mais justo e representativo. O livro custa R$ 142, 20 no site da editora.

Promovida pelo Conselho Federal da OAB e pela seccional mineira da Ordem, a conferência teve como tema “Constituição, Democracia e Liberdades”. Foram 50 painéis com temas variados, especialmente sobre questões atuais do país. Ao longo do evento, a OAB recebeu cerca de 400 palestrantes e 20 mil profissionais. Com informações da assessoria de imprensa da OAB.

Encontrou um erro? Avise nossa equipe!