Consultor Jurídico

Notícias

Declarações Infelizes

Partidos de oposição acusam Witzel de apologia ao crime em declarações

Por 

As estatísticas indicam que a letalidade das ações da Polícia Militar do Rio de Janeiro refletem a política de segurança genocida encampada de forma institucional. Com este argumento, representantes de vários partidos de oposição apresentaram ao Superior Tribunal de Justiça notitia criminis pelos crimes de incitação ao crime e apologia ao crime contra o governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. 

Partidos de esquerda acusam Witzel por apologia ao crime em declarações
TV PUC-Rio

"A letalidade observada nas operações militares comandadas pelo atual governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, tem despertado preocupação na mídia, em entidades da sociedade civil, como ONGs e redes de proteção, e organismos internacionais", dizem em trecho do documento. 

Segundo o PCdoB, PDT, PT, Psol e PSB, as declarações e atitudes recentes do chefe do Poder Executivo fluminense, todas de conhecimento público e notório, demonstram o compromisso da atual gestão com o aumento da escalada bélica contra as favelas e regiões mais pobres.

"A truculência em operações policiais era uma das pautas defendidas por Witzel quando ainda aspirava como candidato nas últimas eleições estaduais e continua sendo assunto frequente em seus discursos mesmo após a vitória nas urnas", afirmam. 

Para os partidos, é afrontoso – e inadmissível – que um funcionário público, como o governador do estado do Rio de Janeiro, pratique delitos diuturnamente sem qualquer responsabilização.

"Ao sustentar, por meio das suas inúmeras declarações, a lógica da eliminação, da neutralização e da matança generalizada, Witzel pratica aberta e reiteradamente os crimes de incitação e apologia ao crime de homicídio", defendem.

Clique aqui para ler a petição.

 é correspondente da revista Consultor Jurídico em Brasília.

Revista Consultor Jurídico, 24 de setembro de 2019, 11h22

Comentários de leitores

2 comentários

Ninguém é bom, inteligente e socialista ao mesmo tempo

rcanella (Funcionário público)

A esquerdalha estridente não tem pudor de se debruçar sobre o cadáver da vítima inocente de suas próprias ideias "progressistas" - que a meu ver deveriam ser chamadas regressistas - para lucrar em Poder e cifrõe$. O Estado Totalitário com os socialistas de Iphone na direção do país foi varrido para sempre quando o chefe da quadrilha foi condenado pelos crimes que praticou contra a nação brasileira. Agora sim, estou certo que Deus é brasileiro. Cadeia para bandidos sempre...

Democracia

Professor Edson (Professor)

A sociedade fluminense sempre soube das intenções do atual governador, e assim ele ganhou de forma esmagadora nas urnas, então agora não adianta reclamar, democracia é isso.

Comentários encerrados em 02/10/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.