Consultor Jurídico

Notícias

Moro no Senado

Apliquei a lei e o Direito de forma imparcial nas condenações, diz Moro

Por 

"Mudamos um padrão de impunidade da grande corrupção que tínhamos no País. Aceitei vir para o governo para consolidar os avanços contra a corrupção. Tenho certeza que apliquei a lei e o Direito de forma imparcial nas condenações." A declaração é do ministro Sergio Moro, nesta quarta-feira (19/6), em audiência com senadores na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. 

Aceitei o governo para consolidar os avanços contra a corrupção, diz Moro.
José Cruz/Agência Brasil

"Podemos reproduzir esses avanços contra crime organizado e contra o crime violento. Existe esse governo específico que tem convergência específica com esses objetivos. Apenas mudei de posição na estrutura administrativa desse país por entender que podia fazer mais nessa posição", diz Moro. 

Ao dizer que não tem "apego ao cargo", ministro disse que, se diálogos forem divulgados na íntegra e sem adulteração, ficará evidenciada a correção de sua conduta.

"Eu não tenho apelo ao cargo, se houver irregularidade da minha parte eu saio, mas não houve, porque eu sempre agi com base na lei e de maneira imparcial. Não há irregularidades na mensagens. Então qual o interesse público em divulgar? Anular as condenações?", indaga Moro. 

Forma Errada
Moro voltou a dizer que o sensacionalismo como essas supostas mensagens foram divulgadas causou uma avaliação errada do que aconteceu.

"Já foi dito por aqui por vários. Não são incomuns conversas entre juízes, procuradores, policiais e advogados no cotidiano de nossa prática forense", afirma. 

 é correspondente da revista Consultor Jurídico em Brasília.

Revista Consultor Jurídico, 19 de junho de 2019, 17h21

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/06/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.