Consultor Jurídico

Notícias

Proteção da Sociedade

Quero garantir que a ''lava jato'' vai continuar, defende Luiz Fux

Por 

"Quero garantir que a 'lava jato' vai continuar. E essa palavra não é de um brasileiro, é de alguém que assume a presidência do Supremo Tribunal Federal no ano que vem, podem me cobrar." A declaração é do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, em evento da Expert XP 2019 na sexta-feira (5/7).

Nelson Jr./SCO/STFQuero garantir que a ''lava jato'' vai continuar, defende Luiz Fux.

Na ocasião, Fux defendeu a pauta do governo. Segundo ele, a reforma trabalhista, por exemplo, tem como objetivo proteger os trabalhadores. "Admitir a terceirização é bom. Nenhuma empresa sobrevive com folha de pagamento de 70 mil funcionários de uma call center, por exemplo", diz.

Fux também cita a reforma tributária, em tramitação no Congresso Nacional. Para ele, o cidadão não é sujeito de obrigações. "Temos o estatuto do contribuinte. é preciso ter a visão que tributos não podem derrotar empresas e precisamos unificar tributos e, acima de tudo, precisamos ter precaução sobre a surpresa fiscal", explica.

Segundo Fux, no Brasil, são votadas quatro leis tributárias por dia. "Nós, juízes, temos que saber direito por dever de ofício e todo dia mudam as leis. Precisamos obter reformas, principalmente trabalhista, tributária e fiscal", afirma. 

Para Fux, isso é um problema intergeracional. "As pessoas devem ter amor ao Brasil, amor à coisa pública e não fazer oposição que seja prejudicial ao país", diz. 

 é correspondente da revista Consultor Jurídico em Brasília.

Revista Consultor Jurídico, 8 de julho de 2019, 16h45

Comentários de leitores

5 comentários

Tiago 4:13-15

Advogado (Advogado Autônomo - Previdenciária)

É a passagem bíblica que me vem à mente toda vez que vejo alguém "garantindo" algo futuro. É impressionante: a história passa, mas o ser humano continua se achando no controle das coisas. Que Deus permita que os planos do Ministro Fux se convertam em realidade, mas sempre é bom lembrarmos o quanto somos iludidos com a nossa percepção de que estamos no controle da vida.

Ouçam agora, vocês que dizem: "Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro".
Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa.
Ao invés disso, deveriam dizer: "Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo".

Tiago 4:13-15

Esse Fux é uma piada.

JN Cidadão (Prestador de Serviço)

Fux, continuar a Vaza Jato para que? Se for para chegar até você e outros do STF e seus aliados políticos que favorecem privilégios de magistrados e membros do MP, aí concordo. O que nunca aconteceria. E será que o Fux, indiretamente, tem alguma empresa em nome de terceiros? Pois, quando ministro ou outros magistrados começam a cuidar de assuntos fora da área do Direito como política explícita e administração de empresas particulares, fica muito estranho. O STF que está precisando de ser "terceirizado" para julgar com mais seriedade e ter remunerações menores, como são os baixos salários de terceirizados na iniciativa privada. Em mencionar isso, cargo do STF não deveria ser vitalício e sim igual ao de PGR, escolhido entre os mais votados, ficar no máximo dois anos e com uma recondução se possível. E escolher entre os mais votados da OAB, do MP, da magistratura de carreira, entre doutrinadores do Direito indicados e/ou professores de faculdades de Direito, sendo esses dois últimos votados por algum conselho de classe. E dando preferência a uma maioria de fora da magistratura e do MP para evitar alguma máfia corporativista e outros tipos de abusos. CNJ e CNMP também. Para evitar favorecimentos de parentesco, proibir que cônjuge e parentes na linha reta, colateral e afins até 3º ou 4º grau, aí evita que magistrado de tribunal superior ou do supremo faça pressão para algum filho pule vários candidatos bem colocados em concursos públicos para juízes e/ou outros. Isso, também, pode evitar que ministros que processem alguém por danos morais em juízo de 1ª Instância, sempre ganhem só porque é uma autoridade, administrativamente, superior àquele magistrado de juízo inferior. Como faz falta uma reforma mais profunda no Judiciário e na política. Não é Fux?

A Nova Lava-jato?

Alberto Prado (Funcionário público)

Confesso que não entendi o que Fux faz nesse discurso.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 16/07/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.