Consultor Jurídico

Notícias

Prova compartilhada

Defesa de Lula pede acesso a mensagens trocadas entre procuradores e Moro 

Por 

A defesa do ex-presidente Lula pediu acesso às mensagens trocadas entre procuradores da força-tarefa da “lava jato” em Curitiba e o ex-juiz Sergio Moro. As conversas foram apreendidas no inquérito da operação Spoofing, que identificou suspeitos de hackear celulares de autoridades e copiou as mensagens trocadas no Telegram.

Defesa de Lula pediu acesso a íntegra das mensagens trocadas entre procuradores da "lava jato" e Moro no Telegram
Fernando Frazão/ Agência Brasil

A petição, desta segunda-feira (26/8), foi encaminhada ao desembargador João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional da 4ª Região. Nela, os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Z. Martins pedem também a suspensão da marcha processual do processo do sítio de Atibaia (SP).

As mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil e outros veículos de imprensa, segundo os advogados, reforçam as teses defensivas e sustentam as nulidades processuais já defendidas. "Não há dúvida de que o material ora trazido aos autos deve ser levado em consideração no julgamento do recurso de apelação já interposto nestes autos."

“Ao Estado-Acusação incide o ônus de fazer qualquer prova que pudesse afastar os fatos tornados públicos pelas publicações do The Intercept e de outros veículos de imprensa, até porque está na posse dos aparelhos celulares que poderiam ser utilizados para essa finalidade. Ausente tal prova, tais fatos públicos podem e devem ser utilizados para reforçar as teses defensivas apresentadas nas razões de apelação apresentadas pelo Peticionário”, alegam os advogados.

Clique aqui para ler a petição.
Processo: 5021365-32.2017.4.04.7000

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 26 de agosto de 2019, 20h14

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/09/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.