Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

HC estendido

Ministro Gilmar Mendes manda soltar acusados de desvios em fundos de pensão

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, mandou soltar nesta sexta-feira (18/5) outros quatro presos em operação que investiga o desvio de dinheiro de fundos de pensão. A prisão preventiva deles havia sido decretada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, no dia 12 de abril. 

Foram soltos Ricardo Siqueira Rodrigues (operador), Carlos Alberto Valadares Pereira (ex-integrante do Conselho de Administração do Serpros), Adeilson Ribeiro Telles (ex-funcionário do Postalis) e Marcelo Borges Sereno (suposto operador do PT). Na terça-feira (15/5), o ministro também mandou soltar o empresário Milton Lyra, acusado de ser operador do MDB no Senado.

Ministro proibiu investigados de deixar o país e solicitou a entrega de seus passaportes.
Carlos Moura/SCO/STF

Eles estão proibidos sair do país sem autorização da Justiça e manter contatos com outros investigados, e devem entregar os passaportes em 48 horas.

Segundo as investigações, valores dos fundos de pensão eram enviados para empresas no exterior, gerenciadas por um operador financeiro. As remessas, apesar de aparentemente regulares, referiam-se a operações comerciais e de prestação de serviços inexistentes.

Ainda segundo a PF, depois de receber os recursos desviados, o operador financeiro pulverizava o dinheiro em contas de doleiros também no exterior, e eles disponibilizavam os valores em espécie no Brasil para suposto pagamento de propina. Com informações da Agência Brasil.

HC 156.730.

Revista Consultor Jurídico, 19 de maio de 2018, 17h47

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/05/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.