Consultor Jurídico

Notícias

Milícias no Rio

Vereador suspeito deve ser transferido para presídio

Suspeito de chefiar milícia no Rio de Janeiro, o vereador Cristiano Girão será transferido para um presídio federal. A determinação é do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. As informações são da Agência Brasil.

O político foi preso no dia 18 de dezembro dentro da Câmara Municipal pela Corregedoria da Polícia Civil. Ele é acusado de formação de quadrilha, extorsão e lavagem de dinheiro, além do suposto comando da milícia que atua na favela de Gardênia Azul, zona oeste do Rio.

O desembargador Francisco José de Asevedo determinou a transferência após analisar o pedido feito pelo procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, Cláudio Lopes. O procurador-geral é também responsável pela denúncia que gerou a ordem da prisão expedida pelo desembargador Francisco José de Azevedo.

Atualmente, Cristiano Girão está preso no Grupamento Especial Prisional dos Bombeiros, em São Cristóvão, pois é sargento do Corpo de Bombeiros. O Tribunal de Justiça irá informar o governo do estado, e caberá a eles pedir ao Departamento Penitenciário Nacional para viabilizar a transferência do vereador.

Revista Consultor Jurídico, 22 de janeiro de 2010, 19h11

Comentários de leitores

1 comentário

ENQUANTO ISSO...

Luiz Pereira Carlos (Técnico de Informática)

- Áreas invadidas denominadas CONDOMINIO DE LUXO tem pró-labore do Município para serem cercadas, fazer a segurança, limpeza, jardinagem, etc.
*
Existe remessa de verba Municipal pra CONDOMINIOS cuidar destas areas.
*
Fontes dão conta, que o pró-labore virou “C2 do executivo municipal” os CONDOMINIOS recebem apenas benefícios políticos e compromisso de apoiar o Executivo, angariar votos.
*
A grana não chega aqui vai tudo ao cofre do partido do Prefeito.

Comentários encerrados em 30/01/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.