Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Delinquente internacional

Bierrenbach pede Lei do Abate contra Ahmadinejad

Por 

“Esse homem tinha de ser proibido de atravessar o espaço aéreo brasileiro e se atravessasse, teria de se autorizar o emprego da Lei do Abate.” “Esse homem” é o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, e o autor da frase é o ministro do Superior Tribunal Militar Flavio Bierrenbach, que se aposenta nesta sexta-feira (16/10). Para Bierrenbach, “o convite feito pelo Brasil ao presidente do Irã é uma bofetada na memória da Força Expedicionária Brasileira, que foi para a Europa lutar contra o nazismo”.

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, confirmou nesta terça-feira que o presidente do Irã chega ao Brasil no próximo dia 23 de novembro para uma visita oficial do país e um encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A visita, que estava prevista para o dia 6 de maio, foi adiada a pedido de Ahmadinejad. O presidente do Irã provocou indignação e repúdio internacional ao negar reiteradamente a ocorrência do Holocausto, o extermínio de judeus pelos nazistas durante a 2ª Guerra Mundial. Ahmadinejad classificou o Holocausto de mito: “[O Holocausto] é uma mentira baseada em uma alegação mítica e não comprovada”, proclamou Ahmadinejad em setembro, em um discurso contra Israel na Universidade de Teerã. 

Desde que assumiu a Presidência do Irã em 2005, ele defende essa tese. Ahmadinejad também é contestado internacionalmente por causa da política nuclear do Irã, refratária à fiscalização internacional. Para o ministro do STM, Ahmadinejad não é mais do que um “delinquente internacional”. A amigos, Bierrenbach confidenciou a possibilidade de se dar voz de prisão ao ilustre visitante quando pisar em terras brasileiras.

Flavio Flores da Cunha Bierrenbach chegou ao STM em janeiro de 2000, nomeado pelo presidente Fernando Henrique Cardoso. Ex-réu naquele tribunal por sua militância contra a ditadura militar, Bierrenbach deu uma enorme contribuição para a abertura do tribunal e o fortalecimento de suas posições mais liberais.

Foi um dos articuladores da Carta aos Brasileiros, o movimento iniciado em 1977 que representou o início do fim da ditadura militar. Mesmo sem mandato, foi uma das cabeças pensantes mais ativas na Constituinte de 1988. Aposenta-se nesta sexta-feira, antecipando em dias sua aposentadoria compulsória. No próximo dia 25, ele completa 70 anos.

Hotel Brasil
O ministro, definitivamente, não está de acordo com a política externa do governo petista. Bierrenbach considera “um fiasco” a participação brasileira na crise de Honduras. Para ele, a política externa brasileira, desde o barão do Rio Branco, obedece, numa linha praticamente reta, a três princípios: independência, autodeterminação e paz. “Esse episódio arranhou esses três princípios. Um país que pretende ter uma projeção internacional tem de tratar um episódio internacional com a seriedade que a tradição impõe e com aquilo que a necessidade exige.”

Lembrando que o presidente deposto, Manuel Zelaya, não era exilado político no Brasil, o ministro critica: “Criou-se uma nova categoria no Direito Internacional que é a de hóspede e hóspede para mim é coisa de hotel”.

Afastado da Presidência e expulso de Honduras pelas Forças Armadas em 28 de junho último, Manuel Zelaya retornou ao país clandestinamente e itinerou-se na embaixada brasileira em Tegucigalpa no dia 21 de setembro, onde permanece desde então negociando sua volta ao poder. Por falta de melhor definição jurídica, o governo brasileiro conferiu-lhe o status de hóspede da embaixada.

 é jornalista.

Revista Consultor Jurídico, 14 de outubro de 2009, 13h21

Comentários de leitores

36 comentários

Em quê este Sr.é melhor do que aquele que ele manda abater ?

A.G. Moreira (Consultor)

O (árabe fundamentalista) presidente do IRAN é nocivo porque diz que Israel deve ser "abolido" da região....
.
e este Sr. ( judeu, muito culto, religioso e democrata ), DETERMINA que o país em que mora (Brasil, que não tem nada a ver com as "pendengas" entre aqueles 2 povos), "abata" o avião do IRAN, para que o seu presidente e comitiva sejam exterminados ! ! !
.
Estes povos, nascem, vivem e preenchem os mais elevados cargos , nos países onde moram, mas NÃO OS HONRAM NEM RESPEITAM , porque toda a sua honra, respeito, dedicação e afeto, são dedicados, EXCLUSIVAMENTE, às terras e causas de seus antepassados ! ! !

Sionismo

Robespierre (Outros)

Puro sinonismo. Perdem o pelo, mas não perdemo hábito. São fascistas por princípio. Realmente, que a aposentadoria com o dinheiro do povo brasileiro lhe sirva para comprar muitos remédios para curar sua clara esquizofrênia.

TERRA DE CEGOS 2

Ana Só (Outros)

A presença de Adh... (what a name) no Brasil não é apenas uma bofetada na FEB, que por si só já bastante, mas uma bofetada na nossa cara, nós, brasileiros de maneira geral.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 22/10/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.