Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fora de foco

Justiça tranca ação contra ex-diretor do Grupo Opportunity

Por 

O ex-diretor do Grupo Opportunity e ex-cunhado de Daniel Dantas, Carlos Rodenburg, não responderá mais por investigação ilegal privada e formação de quadrilha. O Tribunal Regional Federal da 3ª Região determinou o trancamento da ação penal por considerar a denúncia inepta.

Rodenburg foi acusado de contratar, a pedido de Dantas, Avner Shemesh, ex-capitão do exército israelense, para investigar o empresário Luiz Roberto Demarco. A denúncia foi aceita pela juíza da 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo.

Os advogados de Rodenburg, Alberto Zacharias Toron e Edson Junji Torihara, pediram ao TRF-3 o trancamento da ação porque não existiam indícios que indicavam a participação de Rodenburg na contratação.

De acordo com os advogados, a denúncia se baseou apenas em uma foto recolhida pela Polícia Federal e publicada na revista CartaCapital que, conforme diz o inquérito policial, “possivelmente” era de Rodenburg. A foto ilustrava pessoas entrando no imóvel de Avner Shemesh.

Os advogados de Rodenburg relatam que foi constatado que nenhuma destas pessoas era o ex-diretor do Opportunity. A tese deles foi defendia por outras três testemunhas, que disseram que não era Rodenburg nas fotos. Uma das testemunhas afirmou que era ela quem aparecia na foto, não Rodenburg.

Por isso, a defesa do ex-diretor considerou a denúncia um “absurdo”, por se embasar em suposições e não em fatos concretos. Nesta terça-feira (3/10), o TRF-3 acolheu os argumentos, trancou a ação penal e declarou sigilo de Justiça do processo.

Visite o blog Consultor Jurídico nas Eleições 2006.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 3 de outubro de 2006, 19h43

Comentários de leitores

5 comentários

Ainda há seres pensantes, como o Dr. Paulo Robe...

balai (Advogado Autônomo - Civil)

Ainda há seres pensantes, como o Dr. Paulo Roberto Vieira Camargo, que questionam a possibilidade de corrupção também nos bastidores do Poder Judiciário. Endosso: "Está mais do que na hora de se investigar essa avalanche de "denuncias ineptas" que volta-e-meia ensejam o trancamento de ações penais !!! O que está ocorrendo nos MPs???" Amplio: Denuncias ineptas apenas quando a parte detém patrimônio considerável?

Se errou perante a Lei tem que ser punido.

Zito (Consultor)

Se errou perante a Lei tem que ser punido.

Que poder o desse homem, o orelhudo Dantas,não?

Armando do Prado (Professor)

Que poder o desse homem, o orelhudo Dantas,não?

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 11/10/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.