Consultor Jurídico

Notícias

Falácias da internet

Sergio Moro desmente texto no qual teria dito ter provas para prender Lula

Por 

O juiz federal Sergio Moro, responsável pela condução da maior parte dos processos da operação “lava jato”, negou nesta terça-feira (26/1) ter dado entrevista ao jornal Correio da Manhã (que é um dos jornais mais importantes de Portugal) afirmando já possuir provas suficientes para prender o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na notícia falsa, que circula no WhatsApp e em páginas do Facebook com nomes como "Meupartidoé Brasil", "Direita Já" e "Que absurdo, estou revoltado", o suposto entrevistador do Correio da Manhã conta que Moro “concedeu gentilmente esta entrevista na manhã deste sábado, dia 24/01/16 [na realidade, dia 24 foi domingo]”. O texto já contabiliza dezenas de milhares de compartilhamentos.

O repórter imaginário destaca que não foi fácil combinar a conversa: teve que esperar mais de um ano para tanto, passar por um detector de metais no local do bate-papo e ser revistado duas vezes pelos seguranças do juiz. Isso tudo tem uma justificativa, explica o Sergio Moro da fábula virtual: “Estou jurado de morte”. O autor do texto ilustra o medo como num romance: “Ele agita a perna direita numa rapidez angustiante. Lança olhares frequentes em direção à janela, como se alguém pudesse escalar até a janela”.

De acordo com o hipotético relato, o juiz da “lava jato” é direto ao falar do ex-presidente. "Pode escrever aí: irei prender o Lula. Já tenho todas as provas documentais reunidas, é um material robusto de 14 mil páginas. Não há escapatória para Lula e sua família. Como juiz, serei obrigado a pedir sua prisão”.

Contudo, o Moro virtual reconhece no conto que tal medida causará comoção popular, uma vez que Lula ainda tem muitos apoiadores no Brasil. Como se o juiz fosse uma fada a atender pedidos, a publicação pede que as pessoas compartilhem o texto, para que o petista seja preso. "Hoje nós temos a internet como importante meio de manifestação, o Facebook em especial. As postagens na rede são um bom termômetro da vontade popular. É preciso que milhares, milhões de pessoas peçam a prisão do Lula para ela efetivamente se concretize. Isso pode ser feito pela internet. Precisamos de uma postagem que atinja a marca de um milhão de compartilhamentos para ganharmos força e legitimidade", diz o juiz, na falsa entrevista.

Porém, o Moro real não deixou que esse mito se propagasse por muito tempo, e emitiu nota nesta terça desmentindo a reportagem. O problema será chegar perto do número de compartilhamentos da falsa entrevista.

Clique aqui para ler a íntegra da nota da Justiça Federal do Paraná.

Veja a falsa entrevista:

 

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 26 de janeiro de 2016, 19h04

Comentários de leitores

13 comentários

Parâmetros

amigo de Voltaire (Advogado Autônomo - Civil)

Lula há poucos dias bradou por sua honestidade . Disse que pode haver igual mas jamais mais honesto. Lula que um dia chamou políticos de ladroes - Maluf, Collor - tem parâmetros interessantes, mas nao surpreendentes para a média dos brasileiros. Sua tática de nada saber inclui os presentes e benefícios que recebe de quem tanto beneficiou enquanto presidento. Em seus parâmetros de honestidade nada mais natural do que receber os 10% ou mesmo 30% ou sabe-se lá quantos por cento. Nunca antes na história desse País viu-se com tanta clareza o ''aprimoramento'' de tudo aquilo que estava lá. Lula nao passa de um cara de pau d'agua !

Nada de pressa , mas Ele chegara la.

hammer eduardo (Consultor)

Essa noticia importada dos patrícios não da pra levar a serio. Obvio que Sergio Moro esta indo nessa direção porem temos que ter paciência pois o nobre Juiz não e chegado a holofotes e arroubos momentaneos. Se observarem bem , Ele vai devagar porem não recua nunca. Certamente Ele vai mandar " pescar" esse parasita e vagabundo em algum momento porem apenas quando estiver muito bem calçado. Moro não e Joaquim Barbosa que teve seus " 15 minutos de fama" porem em seguida amarelou de maneira vexaminosa e fugiu da raia , infelizmente esta e a crua verdade. Os petralhas são BANDIDOS de carteirinha enrolados numa bandeira de ocasião porem com um plano de poder eterno muito bem definido , so mesmo boçais ou venais não enxergam isso. Moro e sua Equipe não vao deixar rabo por baixo da porta para serem questionados por divogadios prostitutos que defenderiam ate Hitler se a grana fosse boa. O Brasil esta numa encrizilhada complicadissima que transforma a Revoluçao de 64 em reunião de escoteiros lobinhos por comparação. A duvida e " quanto" ainda falta para encanarem o vagabundo 9 dedos e enxotar aquela beocia despreparada e arrogante do Planalto. A grande duvida hoje e se vai " sobrar" Brasil se esta quadrilha de calhordas não for extirpada a curto prazo. Estamos próximos da guinada final da bolivarizaçao se não botarmos essa malta para correr. Pena que os que tem noção ainda da minoria num paiszinho maioritariamente de " inguinorantis" e omissos. Avante Moro, manda o Japa assim que for possível !

Perseguição

Antonio Seippel (Administrador)

Pura ignorância, um faz a brincadeira e centenas de outros sem cérebros compartilham. Triste!!!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 03/02/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.