Consultor Jurídico

Notícias

Fim do Carnaval

Juiz da "lava jato" no RJ manda prender executivo solto por Sergio Moro

Cinco dias depois de ter sido solto por ordem do juiz federal Sergio Fernando Moro, o ex-presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo, voltou a ser preso nesta quarta-feira (10/2) por ordem do responsável pelo braço da “lava jato” no Rio de Janeiro, na 7ª Vara Federal.

O juiz federal Marcelo da Costa Bretas, que está com a parte do processo que aponta fraudes na Eletronuclear, avaliou que deveria ter se pronunciado sobre a prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica, segundo o blog do jornalista Fausto Macedo, do Estado de S. Paulo.

Otávio Azevedo havia sido solto na sexta (5/2) após acordo de delação premiada.
Reprodução

Azevedo foi preso pela primeira vez em junho de 2015 e acabou sendo liberado depois de fechar acordo de delação premiada. A Andrade Gutierrez prometeu revelar irregularidades na campanha da presidente Dilma Rousseff (PT) de 2014 e suborno na construção de estádios da Copa, além de pagar R$ 1 bilhão em multa, de acordo com o jornal Folha de S.Paulo.

Bretas há havia decretado a prisão dias antes, mas a decisão foi descumprida pela Polícia Federal em São Paulo, ainda conforme a Folha. O juiz escreveu e-mail declarando que os policiais que se recusaram a cumprir a ordem serão alvos de medidas “a serem tomadas oportunamente”.

O Ministério Público Federal aponta desvios na construção de usina nuclear de Angra 3, em Angra dos Reis. A denúncia já foi aceita pela Justiça Federal. Otávio Azevedo é um dos réus, ao lado do presidente licenciado da Eletronuclear, almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, e de outras 12 pessoas.

As primeiras investigações chegaram a princípio à 13ª Vara Federal de Curitiba, mas o Supremo Tribunal Federal avaliou que a Justiça Federal no Rio é que tinha competência.

Revista Consultor Jurídico, 10 de fevereiro de 2016, 21h54

Comentários de leitores

3 comentários

Por favor, não vamos nos iludir!

Citoyen (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Delação premiada NÃO LEVARÁ os LÍDERES da ELITE GOVERNAMENTAL à CADEIA. A questão é SIMPLES e OBJETIVA! A ELITE do PODER não se "mistura"! __ ELA dá ORDENS, ORIENTA, ESQUEMATIZA, PLANIFICA, TEM SUA INVENTIVA POSTA À PROVA, mas NÃO EXECUTA! __ NA REALIDADE, TUDO OCORRE SEM QUE ELA VEJA, OUÇA OU LEIA..... __ É SIMPLES ASSIM! __ FOI POR ISSO QUE LULA NÃO QUIZ FICAR NA SALA EM QUE ZÉ DIRCEU "DAVA AS ORDENS", NUM DOS VÍDEOS EM QUE SE GRAVAVA --- para a HISTÓRIA ! --- um dos PERÍODOS do GOVERNO LULLA! ___ LEMBRAM-SE??? __ A GRAVAÇÃO COMEÇOU e LULLA SAIU POR TRÁS DO ZÉ DIRCEU, AGACHADO, ENTRE O ESPALDAR DA CADEIRA de ZÉ DIRCEU e a PAREDE!!! __ NÃO PODIA ESTAR PRESENTE, PORQUE ELE PRECISAVA FAZER IGUAL AO FHC, ao MALUF, ao SARNEY, ao COLLOR e tantos OUTROS, que JAMAIS IMAGINARAM QUE SEUS AMIGOS FAZIAM TANTA COISA INCRÍVEL E INACREDITÁVEL! ___ IMAGINEM: a) os IMÓVEIS que NÃO ERAM de LULLA estavam "ASSIM": b) ele VOLTAVA de VIAGEM e os IMÓVEIS estavam "ASSADO"; c) no SÍTIO, v.g., havia uma c1) PISCINA; c2) um puxadinho, com uma suíte; c3) uma SALA MAIOR, com espaço para os MÓVEIS que os CAMINHÕES que chegaram de BSB desembarcaram; c4) prateleiras para as lembranças! __ A MESMA COISA para os PROCESSOS. SE ELES FORAM DESMEMBRADOS, um CORRIA EM CURITIBA E O OUTRO NO RIO. ASSIM, UMA DELAÇÃO de um NÃO SERVIA para O OUTRO! ATÉ PODERÁ HAVER PROVA QUE SIRVA PARA OS DOIS, MAS TÊM OBJETOS DIFERENTES, EMBORA NOS DOIS HAJA IDENTIDADES: i) CONTRATOS; ii) OBRAS; iii) PREÇO e PARCELAS MENSAIS a PAGAR e a GERAR COMISSÕES, CORRUPÇÃO, PAGAMENTOS...... TUDO TÃO COMPLICADO!!!!!!............COMPLEXO!!!!

Dilma Rousseff (PT)

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Vamos ver até quando vai durar a "moral ilibada"!

Delação

Professor Edson (Professor)

Se essas delações não servir pra jogar a nata corrupta da política na cadeia, terá sido tudo um absoluto fracasso.

Comentários encerrados em 18/02/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.