Consultor Jurídico

Segurança Nacional

Polícia Federal prende suspeito de ameaçar ministros do STF

Em ação para combater crimes contra a segurança nacional em Belo Horizonte, a Polícia Federal prendeu nesta segunda-feira (13/7) uma pessoa suspeita de gravar vídeos com ameaças a autoridades e instituições brasileiras, incluindo ministros do Supremo Tribunal Federal. 

Suspeito promoveu ataques virtuais a instituições republicanas como o STF

Segundo nota da PF, em vídeos publicados em ambiente virtual, ele teria feito ameaças diretas à vida de determinadas pessoas, citando processo violento ou ilegal, com o fim de obstar o livre exercício dos Poderes da União. Há também suspeita de calúnia e difamação.

As investigações começaram em maio e levaram ao mandado de busca e apreensão expedido pela 35ª Vara da Justiça Federal da capital mineira. Durante o cumprimento, policiais encontraram munições e três armas de fogo, sendo uma delas com registro em nome de terceiro e já vencido. Foi esse o motivo da prisão em flagrante.

Além da posse ilegal de arma de fogo, policiais federais também apreenderam computador, aparelho de telefone celular e roupas utilizadas nos vídeos em que ameaça as autoridades e instituições. 

"Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia de Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando para a manutenção da lei e da ordem, preservando o estado democrático de direito", afirma a PF, em nota.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 13 de julho de 2020, 20h00

Comentários de leitores

2 comentários

Muito bom

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

Tenho casos de ameaça perpetradas por agiotas e a decisão por busca e apreensão é sempre negativa porque a conduta seria de crime anão. Agora embasado na nova jurisprudência do Supremo espero conseguir meus mandados.

Comportamento comum

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

Goste ou não, os Ministros do STF são integrantes da mais alta corte do país.
Merecem usufruto de todas as garantias que, alguns alienados não só negam a eles, como violam a própria lei.

Comentários encerrados em 21/07/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.