Consultor Jurídico

Lavagem de dinheiro

Bretas aceita denúncia do MPF-RJ contra Messer e ex-presidente do Paraguai

Por 

Ex-presidente do Paraguai, Horacio Cartes é um dos denunciados pelo MPF do Rio
OECD

O juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, aceitou denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes, o doleiro Dario Messer e outros 17 investigados pela Polícia Federal.

Entre os acusados estão 11 brasileiros, sete paraguaios e um uruguaio. Segundo a denúncia de 211 páginas do MPF-RJ, Dario e outros doleiros constituíram, financiaram e integraram uma organização criminosa que praticava crimes contra o sistema financeiro nacional, de evasão de divisas, lavagem de dinheiro e corrupção ativa e passiva, o que incluía pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos.

Conhecido como "doleiro dos doleiros", o uruguaio Dario Messer também virou réu
Reprodução

Nesta terça-feira (7/1), o ministro João Otávio de Noronha, do Superior Tribunal de Justiça, negou Habeas Corpus em favor de Najun Turner. Ele atuou para manter Dario Messer — conhecido como o doleiro dos doleiros — em liberdade, mesmo sabendo da existência de um mandado de prisão contra Messer na Interpol.

Ao negar o HC, o magistrado apontou que a jurisprudência não admite impetração de HC contra rejeição de liminar em 2ª instância sem ter havido ainda o julgamento do mérito do HC antecedente.

Clique aqui para ler a denúncia do MPF-RJ

Topo da página

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 8 de janeiro de 2020, 21h26

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/01/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.