Consultor Jurídico

Notícias

Caso PGR

Janot pede licença da OAB-DF e está impedido de advogar

Por 

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot pediu nesta quarta-feira (9/10) licença à Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do Distrito Federal, e agora está impedido de advogar. 

Rodrigo Janot pede licença da OAB-DF e está impedido, no momento, de advogar
Fellipe Sampaio/SCO/STF

O Conselho de Ética da seccional tem em pauta duas representações protocoladas contra o ex-procurador-geral.

Os autores são o governador Ibaneis Rocha (MDB-DF) e o senador Renan Calheiros (MDB-AL), depois que ele revelou ter planejado o assassinato do ministro Gilmar Mendes, dentro do Supremo Tribunal Federal. 

Em nota, a OAB-DF informou que à Comissão de Seleção compete analisar o pedido de licenciamento da atividade de advogado protocolado nesta quarta-feira (9/10), na sede da Seccional, pelo ex-procurador. 

"A Seccional esclarece que o Tribunal de Ética e Disciplina decidirá se o licenciamento influenciará nos pedidos de afastamento provisório e nos processos éticos instaurados na última quinta-feira (3/10), os quais serão apreciados conforme previsto nos regramentos internos, ressaltando-se que o órgão disciplinar é inteiramente independente em suas decisões. Por se tratar de processo sigiloso, a OAB/DF não vai se pronunciar sobre o caso", diz a nota.

 é correspondente da revista Consultor Jurídico em Brasília.

Revista Consultor Jurídico, 9 de outubro de 2019, 16h35

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/10/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.