Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Triênio 2019-2021

Caio Augusto é eleito presidente da OAB de São Paulo

Por 

Caio Augusto, atual secretário-geral da OAB de São Paulo, foi eleito presidente da seccional nesta quinta-feira (29/11). Sua chapa “Coragem e Inovação” está com 27 % dos votos válidos, o que representa 17.919  votos. A apuração ainda não foi finalizada.

José Carlos (Brandium)Caio Augusto é o novo presidente da OAB de São Paulo

O segundo lugar na disputa ficou com o atual mandatário da OAB-SP Marcos da Costa, que deixará o cargo após seis anos à frente da instituição. Até o momento, Marcos tem 23,8% dos votos, seguido por Leonardo Sica (18,4%), Sergei Cobra (13,4%) e Antonio Ruiz Filho (8%). Os votos brancos e nulos somam 9%.

Com a mudança de gestão, a diretoria da OAB no triênio 2019-2021 terá Ricardo Toledo (atual tesoureiro) como vice-presidente, Aislan Queiroga (atual presidente da comissão de assistência judiciária) na Secretaria-geral; Margarete Lopes, como secretária adjunta, e Raquel Preto, como tesoureira. A chapa de Caio Augusto era a que tinha maior número de mulheres.

Para representar a seccional paulista em Brasília, foram eleitos: Guilherme Batochio, Alice Bianchini, Alexandre Ogusuku, Gustavo Badaró, Daniela Campos Liborio e Fernando Salles Freire.

A composição da Caasp, por sua vez, será a seguinte: Luís Ricardo Vasques Davanzo (presidente); Aline Silva Fávero (vice); Antônio Miranda Junior (secretário-geral); Paula Fernandes (secretária adjunta); Rodrigo Canelas (tesoureiro).

Fábio Canton Filho, Leonardo Sica, Alberto Toron, Marcos da Costa e outros advogados posam para foto em manhã de eleição
Reprodução

Eleições fraternas
O colégio eleitoral do estado é o maior do país e conta com mais de 282 mil advogados. Pela manhã, o clima entre os candidatos era sereno. A maioria deles conversou e posou para fotos. 

A votação nas seccionais ocorreu com urnas eletrônicas, enquanto nas subseções foi feita com cédulas de papel. Durante o processo de votação, os advogados tiveram que enfrentar filas e trânsito.

A maioria das seccionais já definiram seus novos presidentes. Os últimos estados a votar, nesta sexta-feira (30/11), serão Goiás e Rio Grande do Sul.

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 29 de novembro de 2018, 23h38

Comentários de leitores

4 comentários

Dúvida

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

O que mesmo o sr. Marcos da Costa fez de bom para os advogados paulistas?

Oab:?

Octavio Pires (Advogado Autônomo - Civil)

A saber, continuará tudo como dantes no quartel de Abrantes. Mas a grande tragédia é mesmo o Conselho Federal!!!

Nenhuma mudança

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Na verdade, mantêm-se o mesmo grupo no poder pois Caio Augusto já fazia parte da OAB de Marcos da Costa. Em via de consequência, os tempos difíceis para a advocacia e os advogados continuam.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 07/12/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.