Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Impasse sobre Lula

Ritos devem ser respeitados sem quebra de hierarquia, diz Cármen Lúcia

Por 

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cámen Lúcia, manifestou-se, por meio de nota divulgada pela assessoria de imprensa, a respeito da guerra de decisões sobre a situação do ex-presidente Lula neste domingo (8/7). Sem citar o nome do petista ou se referir diretamente ao caso, ela afirma que respostas judiciais devem ser dadas de forma rápida e sem quebra de hierarquia.

Cármen enfatizou o respeito aos ritos próprios do Judiciário como base para a manutenção e garantia da segurança jurídica. Os órgãos competentes de cada região devem, ainda segundo a presidente do Supremo, agir com rigor no cumprimento das normas vigentes.

Leia a íntegra do texto:

A Justiça é impessoal, sendo garantida a todos os brasileiros a segurança jurídica, direito de todos. O Poder Judiciário tem ritos e recursos próprios, que devem ser respeitados. A democracia brasileira é segura e os órgãos judiciários competentes de cada região devem atuar para garantir que a resposta judicial seja oferecida com rapidez e sem quebra da hierarquia, mas com rigor absoluto no cumprimento das normas vigentes".

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 8 de julho de 2018, 18h09

Comentários de leitores

6 comentários

Flagrante de quebra da regra constitucional!

Citoyen (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Como sempre SERENA, mas OBJETIVA, a DD. Presidente do Eg. Supremo Tribunal Federal se pronunciou, num momento em que, e mais uma vez, ADEPTOS do ex-presidente Lula tentam transformar o Judiciário do Brasil num judiciário bolivariano, sem regras e sem princípios! Nós temos a LEI, nós temos os PRINCÍPIOS, nós temos as REGRAS que DEVEM ser OBSERVADAS. O DEVIDO PROCESSO LEGAL, as NORMAS sobre ATUAÇÃO durante o PLANTÃO, tudo está no contexto legal, mas foram rude e levianamente desprezadas.
Sendo genro de MAGISTRADO, não pude deixar de me condoer do que assisti, como reação ao que ocorreu, quando o noticiário divulgou o primeiro MANDAMUS.
Apenas me disse: NÃO SEI o que SE ESTÁ passando com a JUSTIÇA! __ Que desastre!
QUOSQUE TANDEM ABUTERE PATIENTIA NOSTRA, LULA ___ e seus adeptos?
Não sabemos. Eles não sabem, porque USAM a BARRIGA para fazerem o que LULA quer.
Lula sempre nos disse isso: MEUS ELEITORES VOTAM com a BARRIGA...!
Nem se precisaria dizer mais nada.
Mas me preocupa quando se faz a guerra ou quando se busca investir, traiçoeiramente, contra quem QUER a SEGURANÇA JURÍDICA e o RESPEITO ÀS NORMAS JURÍDICAS EM VIGOR!
LULA e seus ADEPTOS NÃO QUEREM PAZ no BRASIL!
Nas notícias que já navegam pelo mundo, pode-se ler o desprezo com que estamos sendo tratados!
Não ganhamos a Copa, mas mantivemos a DIGNIDADE!
Não ganhamos no volei, mas mantivemos a DIGNIDADE!
Mas, de um só golpe, LULA e seus ADEPTOS estão contribuindo até para que PERCARMOS a DIGNIDADE e a impressão de SEGURANÇA JURÍDICA, que ainda tínhamos!

Sonho mais louco

Paulo Andra (Advogado Autônomo - Civil)

"A Justiça é impessoal, sendo garantida a todos os brasileiros a segurança jurídica, direito de todos"...sei, sei. Nem em meus sonhos mais loucos isso é uma realidade no Brasil, é apenas balela.

Olha o porre do plantonista

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

"...obviamente, se na hora de cumprir ele [o Lula] não quiser a liberdade, ele tem absoluta legitimidade e decisão sobre isso..."
entrevista concedida a uma rádio
https://www.youtube.com/watch?v=wVDWJofatIs

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 16/07/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.