Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Exaustivamente analisado

TRF-4 nega novo pedido de suspeição apresentado por Lula contra Moro

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região negou nesta quarta-feira (31/1), por unanimidade, novo pedido de exceção de suspeição contra o juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, movido pela defesa de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Advogados de Lula voltaram a dizer que Moro é parcial, mas pedido foi negado.
Reprodução

Os advogados alegaram que Moro demonstra parcialidade para julgar outra ação penal, sobre um sítio atribuído ao ex-presidente em Atibaia (SP), e se tornado suspeito em razão de atos praticados nos processos ligados à operação "lava jato".

De acordo com o desembargador federal João Pedro Gebran Neto, relator dos recursos do caso no tribunal, as questões apresentadas e que atestariam a quebra de imparcialidade do juiz já foram exaustivamente analisadas pela 8ª Turma em outras ações semelhantes propostas pela defesa do ex-presidente. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRF-4.

5036130-08.2017.4.04.7000

Revista Consultor Jurídico, 31 de janeiro de 2018, 21h58

Comentários de leitores

2 comentários

Meu palpite

Palpiteiro da web (Investigador)

Se fosse um cliente comum, um zé ruela, certamente enquadraria o expediente da suspeição como sendo de litigância de má fé, com aplicação de multa vultosa para aprender a não utilizar de expediente meramente protelatório.

Escárnio!

José R (Advogado Autônomo)

Afirmar e reafirmar a imparcialidade do “Combatente dos Réus e das Defesas” nos processos da Lava Jato e do Lula vai às raias da ofensa à inteligência alheia...

Comentários encerrados em 08/02/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.