Consultor Jurídico

Mercado Jurídico

Por Sérgio Rodas

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Melhores escritórios

Com Pinheiro Neto no topo, pódio de The Legal 500 continua igual em 2017

Não houve mudanças no pódio de escritórios brasileiros mais reconhecidos pela publicação The Legal 500 sobre a América Latina de 2017, nem no número de áreas em que eles foram mencionados como os melhores do país.

Tal como no ano passado, o Pinheiro Neto ficou no topo por ter sido citado na “Banda 1” em 12 campos. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados, com 7 citações, permaneceu com a segunda colocação, e Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados, com 5 menções, com a terceira.

Após ganhar uma citação na “Banda 1”, o TozziniFreire Advogados se descolou do empate triplo de 2016 com Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados e Veirano Advogados e assumiu sozinho o quarto lugar. Estas firmas, que tiveram 3 menções cada, ficaram no quinto lugar junto com o Demarest Advogados.

A publicação também destacou a criação de novas bancas. Entre elas, a separação do Schmidt, Valois, Miranda, Ferreira, Agel do L.O. Baptista Advogados após cinco anos de as firmas terem se fundido e a saída de profissionais do setor ambiental do Lobo & Ibeas para fundar o Graça Couto Advogados.

Turbulência politico-econômica
Devido às denúncias de corrupção da operação “lava jato”, a The Legal 500 afirma que a demanda por serviços de compliance está alta. Outro campo em alta é o da arbitragem.

Por outro lado, a publicação destaca que a área de Direito Imobiliário está em baixa devido à crise das empreiteiras, já que muitas estão envolvidas em esquemas ilícitos.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 14 de setembro de 2017, 17h47

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/09/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.