Consultor Jurídico

Mercado Jurídico

Por Sérgio Rodas

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mercado frutífero

Com foco em grandes operações, criminalista amplia escritório no Rio

As movimentações dos escritórios apontam, mutas vezes, os caminhos da economia. No caso dos criminalistas, cuja atuação é normalmente solitária, mais do que os ventos que atingem a economia, serve para prever os passos da política criminal.

O advogado carioca Bruno Rodrigues tem história com as grandes operações policiais. Com 35 anos — desde 2004 na área criminal — ele já atuou, por exemplo, nas operações roupa suja (deflagrada em 2005), curaçao (de 2009) e pecado capital (de 2011). Agora, está atuando também na famigerada “lava jato”. De olho no movimento, ampliou o escritório: dos 30 metros quadrados no centro do Rio de Janeiro, passou para os 100 metros quadrados na Glória.

A banca própria existe desde 2012, formado por Rodrigues e o advogado Leonardo Müller Simas. Agora, está contratando mais um advogado e dois estagiários. Segundo Rodrigues, a ideia é que todos os atos — oitiva em sede policial, audiências e sustentação oral — sejam feitos por ele, sendo responsabilidade da equipe dar o suporte.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 19 de março de 2015, 19h42

Comentários de leitores

2 comentários

Boa

Rodrigo P. Martins (Advogado Autônomo - Criminal)

Gostei da pergunta do Vinicius, se puderem responder...

Quanto custa uma matéria dessas?

Vinicius Assis - advogado - aduaneiro, tributário e empresarial (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

Tem tabela de preços?

Comentários encerrados em 27/03/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.