Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Lista de Janot

Supremo recebe 28 pedidos de investigação de políticos na "lava jato"

A Procuradoria-Geral da República pediu nesta terça-feira (3/3) que o Supremo Tribunal Federal abra investigação de 54 pessoas citadas na já famosa operação “lava jato”. Foram enviadas 28 solicitações à corte, incluindo autoridades com prerrogativa de foro — que devem passar pelo STF — e inclusive outras pessoas. A abertura de inquéritos será agora analisada pelo ministro Teori Zavascki, relator do caso no STF.

Renan Calheiros foi citado em lista junto com presidente da Câmara, diz jornal.
Reprodução

Segundo o jornal O Globo, aparecem na lista os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O Jornal Nacional, da Rede Globo, diz que a PGR incluiu políticos de vários partidos, como PT, PMDB e PSDB.

Com isso, a operação, que tem dado dor de cabeça ao Poder Executivo, por investigar um esquema de corrupção apontado na Petrobras, vira-se também contra os chefes do Legislativo. Agora, caberá à instância máxima do Judiciário julgar o caso.

Os nomes são, a princípio, sigilosos. Eles foram citados em depoimentos prestados nos processos da “lava jato” que correm na Justiça Federal em Curitiba, cujos principais personagens são o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, que firmaram acordos de delação premiada.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, também pediu o arquivamento de sete casos. Em 2014, esperava-se que ele já apresentaria denúncias contra ao menos parte dos políticos citados. Janot optou por pedir as investigações que, se aceitas por Zavascki, permitirão que o Ministério Público Federal consiga novas diligências.

Revista Consultor Jurídico, 3 de março de 2015, 21h16

Comentários de leitores

13 comentários

Podridão Nacional...

Alessandro Cabral e Silva Coelho (Advogado Associado a Escritório - Criminal)

Sabemos que o caso em apreço é o maior escândalo de corrupção dos ultimo milênio ou mais...
Diante da dimensão inexorável do podre esquema nacional de corrupção aperfeiçoado pela banda podre do PT, obviamente existem muitas pessoas envolvidas, bem mais do que 50 nomes.
Ademais, é impossível acreditar que essa imensa podridão aconteceu sem o consentimento/conhecimento dos chefes marginais do PT.
A pergunta que não quer calar é, será que aqueles que tem o dever de denunciar e processar terão a coragem de buscar os responsáveis que estão no topo da pirâmide ou simplesmente vão responsabilizar a baixo escalão da esquema?
No fundo não confio nem um pouco na dupla Janot x Zavascki. Tomara que eu esteja errado, mas aposto que vão amarelar!!!

Podridão Nacional...

Alessandro Cabral e Silva Coelho (Advogado Associado a Escritório - Criminal)

Sabemos que o caso em apreço é o maior escândalo de corrupção dos ultimo milênio ou mais...
Diante da dimensão inexorável do podre esquema nacional de corrupção aperfeiçoado pela banda podre do PT, obviamente existem muitas pessoas envolvidas, bem mais do que 50 nomes.
Ademais, é impossível acreditar que essa imensa podridão aconteceu sem o consentimento/conhecimento dos chefes marginais do PT.
A pergunta que não quer calar é, será que aqueles que tem o dever de denunciar e processar terão a coragem de buscar os responsáveis que estão no topo da pirâmide ou simplesmente vão responsabilizar a baixo escalão da esquema?

henriqueisper (Advogado Autônomo - Civi

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Que assim seja!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 11/03/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.