Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Calúnia e difamação

Justiça aceita queixa-crime de Lula contra historiador Marco Antônio Villa

Por 

A Justiça de São Paulo aceitou a queixa-crime proposta pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra o historiador Marco Antônio Villa, comentarista da TV Cultura, pelos crimes de calúnia, difamação e injúria.

De acordo os advogados de Lula, no dia 20 de julho de 2015, durante o Jornal da Cultura, 2ª edição, Villa atacou a reputação, a boa imagem e a honra do ex-presidente. A ação é assinada pelos advogados Roberto Teixeira e Cristiano Zanin Martins, do Teixeira, Martins & Advogados.

Na ocasião, o historiador afirmou, entre outras coisas, que o presidente Lula mente e que ele "é réu oculto do mensalão e chefe do petrolão". Segundo Villa, Lula "organizou todo o esquema de corrupção" (veja abaixo a íntegra do comentário).

Ao aceitar a queixa-crime, o juiz André Carvalho e Silva de Almeida, da 30ª Vara Criminal da Justiça de São Paulo, considerou que ela "atende os requisitos legais, descrevendo, detalhadamente, os fatos imputados ao querelado, propiciando, assim, o conhecimento da acusação que a ele é dirigida e o exercício da ampla defesa". A decisão é do dia 25 de novembro.

Veja o comentário feito por Marco Antônio Villa (a partir de 13m08s)

Clique aqui para ler o recebimento da queixa-crime.
Clique aqui para ler a queixa-crime.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 2 de dezembro de 2015, 13h13

Comentários de leitores

11 comentários

Poxa Villa.

João B. G. dos Santos (Advogado Autônomo - Criminal)

Você deixou a Justiça sem alternativas. O Brasil todo sabe que o Lula é candidato à santo. Que por sua formação ética jamais faria negócios desonestos. Que a sua ingenuidade natural o impediu de perceber o que ocorria a sua volta. Ah! Esqueci de lhe avisar que a Justiça é representada como sendo cega, surda e muda.

Notoriedade

amigo de Voltaire (Advogado Autônomo - Civil)

O Villa pode alegar que o fato é público e notório o que exclui o animus de ofender. Há ainda o enriquecimento paralelo da familia Cleptocratas da Silva, o que reforça a excludente.

Ofensa contra a casa que caiu

Macaco & Papagaio (Outros)

Ronaldo Caiado teve no STF sua queixa-crime arquivada, mesmo chamando sua eminência multirracial Lula de "bandido frouxo". Ontem abriram inquérito para apurar a conduta do blindado Lulinha. Dois pesos e duas medidas é melhor que 10 amigos íntimos presos. Dá-lhe Sérgio Moro !

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 10/12/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.