Consultor Jurídico

Notícias

AP 470

Pizzolato é preso na Itália com passaporte falso

O ex-diretor de marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato foi preso na manhã desta quarta-feira (5/2) pela polícia italiana. Condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão, Pizzolato esteve no primeiro grupo de réus que tiveram o mandado de prisão expedido pelo Supremo Tribunal Federal, em 15 de novembro, mas foi o único dos 12 que não se entregou. A Polícia Federal já foi comunicada oficialmente sobre a prisão, mas ainda não concedeu mais informações.

Segundo a Folha de S.Paulo, ele foi preso na cidade de Maranello, no norte da Itália, onde estava vivendo na casa de um sobrinho desde dezembro. Pizzolato entrou na Europa usando o passaporte do irmão, morto em um acidente de trânsito, em um voo da Argentina com destino a Madri, de acordo com a equipe de "carabinieri" (polícia italiana). A cidade onde foi encontrado é famosa por abrigar uma fábrica da Ferrari.

O ex-diretor do BB viajou em setembro até Buenos Aires, um trajeto de 20 horas de carro, segundo o jornal O Estado de S. Paulo. Por ter cidadania italiana, pesou para a escolha do destino o tratado de extradição Brasil-Itália, que libera os países de extraditar seus cidadãos. Em nota divulgada por sua defesa ainda em novembro, Pizzolato afirmou que fugiu porque queria escapar das consequências de um "julgamento de exceção". Segundo os jornais, há poucas chances de que ele consiga um novo julgamento na Itália.

Pizzolato foi acusado de liberar irregularmente o repasse de R$ 73 milhões da Visanet para uma agência do publicitário Marcos Valério. Militante do PT desde a fundação do partido e ex-diretor da Previ (fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil), acabou condenado a 12 anos e 7 meses de prisão pelo STF. Seu nome continua na lista internacional de procurados da Interpol.

Revista Consultor Jurídico, 5 de fevereiro de 2014, 14h10

Comentários de leitores

14 comentários

A prova pertence aos autos!

Sandra Paulino (Advogado Autônomo)

Celso de Melo, parabéns. Não tripudia sobre a verdade.
http://www.youtube.com/watch?v=B1olh0VKbSw#t=261
A prova de que a AP470 é uma FARSA!
senão, pq JB escondeu o inquérito 2474?

Cidadã livre, antes de ser advogada...

Sandra Paulino (Advogado Autônomo)

Como cidadã fico triste em ver o oceano de ignorância e como Advogada, fico perplexa ao notar quem ataca em 1ª pessoa do singular e dps de ser desmascarado, chama os demais com o pronome na 1ª pessoa do plural, tentando se "fortalecer" em suposto confronto. Triste a falta de testosterona q se vê como única explicação plausível para quem mais se aproxima do pária, pq é isso q é o advogado q tem medo. Contra fatos, não há argumentos: aqui não houve ataques a esmo contra qquer comentarista, mas dirigidos contra um tipo de opinião: de quem se revela pró-Esquerda. E foi dito que Pizzolato "confessou", o que é mentira! é o próprio Pizzolato quem se defende da acusação posta em julgamento político que mal se disfarçou de ação penal. Assim como Batistti teve direito a reexame do seu processo, tbém Pizzolato o terá na Itália, só q com isenção. Ele é INEXTRADITÁVEL, pq ostenta cidadania italiana, isso p/os q não sabem dessa proibição legal. Em um país tão injusto socialmente, ignorante da própria História e desigual em termos políticos, realmente, é patético o patrulhamento de opiniões que devem ser livres e respeitadas, ainda que a diversidade pareça agressiva d+ aos q não suportam essse direito. Sempre bom lembrar que o Brasil foi um dos últimos países a abolir o regime escravocrata. Aos que tentam "entender" esse abismo social entre classes, fica a sugestão de leitura "O Abolicionismo" de Joaquim Nabuco, senador do Império. Um pouco de geopolítica atual vai mostrar as razões do ódio da classe média às mudanças instituídas pelo governo federal em prol dos desvalidos, essa "gente diferenciada", nascida na era FHC-boca-de-sovaco, o vendilhão da Nação. Argumentos, desde que verdadeiros, serão sempre benvindos!

"se não me engano,"

Sandra Paulino (Advogado Autônomo)

"...se não me engano,o PRÓPRIO ACUSADO/SENTENCIADO(e a notícia retrata isso)"ALEGOU TER DADO O DINHEIRO AO PT (!!!)" (o que certamente n/se destinou à realização de uma churrascada de luxo no Congresso).Ora, diante disso,acho difícil realizar a sua tarefa de defesa com maestria,frente a um réu confesso,mormente com essa veemência e "certeza" da sua inocência..."
PIZZOLATO by PIZZOLATO:
https://www.youtube.com/watch?v=tsqeNjjP3k4#t=416

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 13/02/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.