Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime de 1996

Júri absolve acusados de matar PC Farias e namorada

Foram absolvidos, nesta sexta-feira (10/5), os quatro acusados de envolvimento na morte de Paulo César Farias, conhecido como PC Farias, e da namorada, Suzana Marcolino. Os policiais militares  Adeildo Costa dos Santos, Reinaldo Correia de Lima Filho, Josemar Faustino dos Santos e José Geraldo da Silva eram acusados, como seguranças de PC, de participar do crime, ocorrido em 1996, em Guaxuma (AL).

Os jurados descartaram, no entanto, a tese da defesa de que Suzana teria matado PC e suicidado em seguida. De acordo com a avaliação do júri, os dois foram assassinados. A sentença foi lida pelo juiz Maurício Breda, da 8ª Vara Criminal de Maceió por volta das 21h30, após cinco dias de julgamento.

Tesoureiro da campanha do ex-presidente Fernando Collor de Mello, PC Farias era apontado como uma das pessoas mais próximas do então presidente. Ele foi denunciado por sonegação fiscal, falsidade ideológica e enriquecimento ilícito. No dia 23 de de junho de 1996, ele e sua namorada foram mortos a tiros, em um crime que permanece não esclarecido. Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 10 de maio de 2013, 22h50

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/05/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.