Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Morte da juíza

Três são condendos pelo assassinato de Patrícia Acioli

Os policiais militares Jefferson de Araújo Miranda, Jovanis Falcão Júnior e Junior Cezar de Medeiros foram considerados culpados pelo assassinato da juíza Patrícia Acioli, em agosto de 2011, no Rio de Janeiro. Os três estão entre os 11 réus na Ação Penal que tratou do caso da juíza. Foram condenados, respectivamente, a 26, 25 e 22 anos de prisão, em regime fechado. As informações são do UOL.

Eles eram acusados de homicídio qualificado e formação de quadrilha. Na sentença, o juiz Peterson Barroso Simão disse que "a barbárie não é fruto para ser espalhado em solo fluminense nem nacional", e que "a população não suporta mais a banalização da violência". De acordo com Simão, "a vitória não deve ser sobre o inimigo, mas sobre o próprio ódio".

No dia 4 de dezembro, o cabo da PM Sérgio Costa Junior, também acusado pelo homicídio de Patrícia Acioli, foi condenado a 21 anos de prisão. Sua pena, no entanto, foi reduzida por conta do instituto da delação premiada, em que denuncia comparsas em troca de atenuação de pena. Seu depoimento, segundo o UOL, foi considerado fundamental para a apuração do caso.

Costa Júnior havia sido condenado a 29 anos de prisão, com atenuante de um ano pela confissão e de um terço da pena resultante pela delação premiada, resultando em 18 anos.

Revista Consultor Jurídico, 30 de janeiro de 2013, 22h12

Comentários de leitores

1 comentário

jogar na cadeia e chave no lixo.....

hammer eduardo (Consultor)

Mais do que o absurdo e a afronta a nossa Sociedade e a Justiça como um todo , o caso da Juiza Patricia Acioly mostra sem a menor sombra de duvida a necessidade imperiosa de acabarmos com esta excrescencia historica chamada de Policia Militar que hoje na pratica não serve para mais nada a não ser delinquir de forma ate pior dos que os "outros" marginais.
Esse batalhão ao qual esses BICHOS pertenciam tem um historico de bandidagem de fazer Fernandinho Beira Mar trocar de calçada se passar por perto. O problema é velho e NADA é feito , não existem auditorias externas , casos de bandidagem são investigados por eles mesmos e neste caso de Niteroi , em pouquissimo tempo esses ANIMAIS estarão de volta as ruas para se incorporarem a qualquer grupo de milicia que certamente ira recebe-los de braços abertos.
O Brasil hoje precisaria de uma reformulação TOTAL de seu organismo policial podre ate a medula que deveria se tornar um ente de corpo unico pois o que temos hoje na pratica são verdadeiros "bandos" armados com distintivo no peito e pagos pelo NOSSO dinheiro. Os indices de criminalidade apontam para o binomio historico da omissão de mãos dadas com a cumplicidade, querer enxergar diferente so mesmo por PORCOrativismo fetido.
Pela gravidade do que cometeram , estes PORCOS de farda deveriam ser encarcerados para todo o sempre com direito a trabalhos forçados o que sabemos "na pratica" ser impossivel devida a nossa legislação permissiva e bolorenta que na moita talvez fosse mais apropriada para a Finlandia ou Dinamarca, aqui apenas premia a bandidagem como um todo.
Paiszinho bem vagabundo esse nosso não acham ???

Comentários encerrados em 07/02/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.