Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

No lugar de Erundina

D’Urso é convidado para ser vice de Fernando Haddad

Por  e 

O presidente licenciado da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo, Luiz Flávio Borges D’Urso, foi convidado para concorrer como vice-prefeito na chapa de Fernando Haddad (PT) em São Paulo. Atualmente, D’Urso faz campanha para prefeito da cidade pelo PTB, mas diz que, em três dias, responderá a Haddad. O convite foi feito após Luíza Erundina rejeitar ser vice de Haddad por discordar da aliança com Paulo Maluf (PP), seu rival histórico.

“Estou honrado”, diz o advogado sobre ter sido convidado “para ser vice de um candidato tão importante no processo eleitoral como o Haddad”. D’Urso conta, porém, que não foi tomada nenhuma decisão, uma vez que esse é o quarto convite que recebe para figurar como vice de um concorrente. “Já fomos procurados pelo [José] Serra (PSDB), pelo [Gabriel] Chalita (PMDB), pelo [Celso] Russomano (PRB) e, agora, pelo Haddad".

A decisão, explica o candidato, será tomada pelo colegiado do PTB e a ele, como integrante do partido, caberá apenas seguir a orientação determinada. Por enquanto, diz D’Urso, nada muda em sua candidatura a prefeito.

Fora do comando da OAB-SP pela primeria vez depois de nove anos, D’Urso afirma dividir o tempo entre a política e o acompanhamento do polêmico caso do assassinato e esquartejamento do diretor-executivo da Yoki, Marcos Matsunaga, no qual advoga para a família da vítima. "Se eu trabalhava 25 horas por dia quando estava na Ordem, agora trabalho 26.” 

“Agora eu voltei a me dedicar exclusivamente à advocacia, mas nunca parei de advogar nesses nove anos à frente da OAB. Claro que eu advogava com uma intensidade menor, para que pudesse dedicar meu tempo e esforço às causas da advocacia. Quem quiser ser presidente da OAB tem que reduzir a atividade privada”, diz. O comentário pode ter como endereço os pré-candidatos à presidência da entidade.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

 é editor da revista Consultor Jurídico em Brasília.

Revista Consultor Jurídico, 20 de junho de 2012, 16h32

Comentários de leitores

9 comentários

Há algo de podre no reino da OAB - 5

Sandra Paulino (Advogado Autônomo)

D'Urso na chapa de apoio a Haddad? o candido e imaculado ex-ministro tem apoio de reitores e professores de universidades públicas, em especial a USP e também das universidades particulares... por que será? Apoio de alguns intelectuais do PT e foi secretário de Tarso Genro... o que será que isto quer dizer? Conseguiu pssar "ileso" na bagunça do ENEM que atingiu milhares de estudantes, irritando até a presidenta com as repercussões. Apoio do PIG, que nunca esteve tão em alta como agora, no golpe contra o Paraguai, insinuando-se contra Bolívia e sabe-se lá o que mais... certamente não vai faltar... Mesmo assim e apesar da velha raposa lambe-botas da ditadura, seus antecedentes na terra de Tio Sam e seus intere$$e$ na coligação de apoio ao PT, a canoa vai afundar. É questão de tempo. A OAB, em termos de verdadeira representação da advocacia paulistana, sofre os horrores não apenas da incompetência, mas do partidarismo, do desvio de finalidade, do uso indevido do que deveria ser posto em prol do ADVOGADO. Cheira muito mal, insuportável esse reino!

Chega de PT e desse tal de D'Urso

Edu Bacharel (Estudante de Direito)

O PT, como sempre, desapontando os brasileiros.

D'Urso Político

J. Cordeiro (Advogado Autônomo - Civil)

O receio que tenho do nobre e eterno presidente da OAB/SP na política não reside nas 24 horas que o dia comporta, mas nas outras 2 horas que ele diz acrescentar diariamente ao seu labor.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 28/06/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.