Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Atividade sustentável

Presos produzem energia e ganham redução de pena

Os presos da cidade mineira Santa Rita do Sapucaí, em Minas Gerais, estão tendo a oportunidade de reduzir suas penas com uma atividade sustentável. Eles pedalam para gerar energia elétrica e assim ajudam a iluminar a região. O projeto é do juiz da cidade, José Henrique Mallmann. As informações são do portal G1.

O programa surgiu após o juiz ter visto, na internet, como a ideia das bicicletas que geram energia era aplicada com sucesso nas academias norte-americanas. O mesmo juiz já implantou um sistema em que os detentos trabalham e parte dos salários que recebem é encaminhado às vítimas.

São apenas duas bicicletas em funcionamento. O Presídio de Santa Rita do Sapucaí tem 130 detentos. Os presos pedalam durante o dia inteiro. Desta forma, conseguem produzir energia suficiente para acender seis lâmpadas e iluminar uma das praças da cidade.

Inicialmente, a ideia não foi tão bem recebida, mas logo os detentos aceitaram participar apesar de não serem obrigados a pedalar. Para os presos, há duplo benefício: eles mantêm a forma e, o mais importante, cada 16 horas pedaladas representam um dia a menos na cadeia.

Por enquanto, as duas biciletas ficam no pátio do presídio. Um aparelho localizado no guidão indica a hora de parar. A ideia do projeto é colocar pelo menos dez bicicletas no presídio e obter energia para iluminar uma avenida inteira.

No projeto atual, apenas os que cometeram pequenos roubos e furtos estão participando. A instituição está aberta para receber doação de bicicletas, mesmo que os equipamentos não sejam novos. 

Revista Consultor Jurídico, 9 de julho de 2012, 12h20

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/07/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.