Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Exibição na TV

Ex-deputado acusado de encomendar mortes vai a Júri

O ex-deputado estadual Wallace Souza acusado de encomendar assassinatos, para exibir em seu programa de TV, deve ir a júri popular. A decisão é da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Manaus (AM). Na terça-feira (30/3), foi determinado o Júri  pela morte de Cleomir Pereira Bernardino, o "caçula", em 2007. Ainda cabe recurso da decisão. A informação é do Portal Imprensa.

Wallace de Souza teve o mandato cassado, em outubro de 2009, por quebra de decoro parlamentar. Por conta da perda do cargo, ele responde como réu comum pelos crimes de coação de testemunha, porte ilegal de armas, formação de quadrilha e associação para o tráfico, informa o Portal Amazônia.

O ex-deputado teve a prisão decretada pelo juiz Mauro Antony. Ele se entregou à Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos. Em fevereiro deste ano, Souza foi beneficiado com prisão domiciliar, em razão de seu estado de saúde.

No dia 10 de fevereiro, a juíza Mirza revogou a prisão domiciliar do réu. Na ocasião, a família relatou que, mesmo em casa, o estado de saúde do ex-deputado chegou a ser considerado gravíssimo.

Além do ex-deputado, também irão a julgamento Rafael Souza, filho do político, o ex-policial militar Moacir Jorge Pereira da Costa e o motorista Mário Rubens Nunes da Silva. Bernardino foi morto a tiros em janeiro de 2007, na região central da capital amazonense.

Por determinação da juíza Mirza Telma de Oliveira Cunha, os três réus ficarão presos até a data do julgamento. Já Wallace teve a prisão domiciliar revogada e espera o júri em liberdade. O ex-deputado está internado em um hospital de São Paulo, com pneumonia e infecção de abdômen.

Revista Consultor Jurídico, 31 de março de 2010, 14h03

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/04/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.