Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Caso Mércia

Justiça suspende sigilo devido a repercussão nacional

A Justiça de Guarulhos (SP) suspendeu na sexta-feira (25/6) o segredo no caso Mércia Nakashima ao entender que o assassinato da advogada já ganhou repercussão nacional. O pedido do Ministério Público foi aceito pelo juiz Leandro Jorge Bittencourt Cano, que revogou o sigilo no processo e no inquérito policial que apuram o crime. As informações são do portal Globo.com.

O promotor Rodrigo Merli Antunes alegou que o segredo não poderia ser mais imposto à defesa dos suspeitos pelo crime. O ex-namorado da vítima, o advogado e policial militar aposentado Mizael Bispo de Souza, e o colega dele, o vigilante Evandro Bezerra Silva, são investigados por suposto envolvimento no homicídio.

Ainda na sexta, a pedido da Polícia Civil, o mesmo juiz decretou a prisão temporária do vigilante sob a argumentação de que ele não compareceu a um depoimento marcado para a tarde do mesmo dia no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), na capital paulista. O promotor Rodrigo Antunes também foi favorável à prisão de Silva por entender que o depoimento dele é imprescindível para o inquérito e que o fato de estar em local incerto atrapalha a investigação policial.

Revista Consultor Jurídico, 26 de junho de 2010, 14h24

Comentários de leitores

1 comentário

Terra dos Tupiniquins

Jessé Tavares (Advogado Autônomo - Criminal)

Como sempre acontece aqui na terra dos tupiniquins (Brasil), o menor, o mais fraco, o mais pobre, o negro, é quem acaba na prisão. Esse bandido, crápula, assassino Mizael, que já prestou 4 depoimentos, cada um contradizendo o outro, fica a gozar da Justiça, porque é influente, enquanto o vigilante tem a prisão decretada, no intuito de se dar satisfação à sociedade. No presente caso, não só existem indícios, mas sim provas suficientedes da materialidade e da autoria, porque não decretar a preventiva dele ? Isso é Brasil !

Comentários encerrados em 04/07/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.