Consultor Jurídico

Super-Receita

Senado analisa projetos que preveem compensação

Dois projetos de lei do Senado, que preveem compensação de créditos e débitos previdenciários com outros tributos federais, tramitam em conjunto e estão prontos para serem votados, em decisão terminativa, pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Os projetos mudam a Lei da Super-Receita e visam permitir, a partir de declaração do contribuinte, o uso de créditos de impostos e contribuições federais para cobrir débitos previdenciários, bem como a compensação de débitos desses tributos federais por meio de créditos previdenciários.

A mudança é proposta pelos PLS 492 e 699, ambos de 2007. O relator indicado pela CAE, senador Francisco Dornelles (PP-RJ), considerou o mérito das duas propostas "indiscutível". Em seu parecer, Dornelles avaliou que, antes da unificação da Secretaria da Receita Federal e da Secretaria da Receita Previdenciária, era defensável a proibição de compensação de créditos e débitos previdenciários com outros tributos federais.

Mas com a criação da Secretaria da Receita Federal do Brasil pela Lei 11.457/07, entende o senador, era de se esperar que essa restrição fosse eliminada. “A mudança legislativa proposta diminui a burocracia, torna o sistema mais lógico, justo e isonômico, além de não trazer prejuízo algum às contas públicas ou à organização da Seguridade Social”, disse no parecer.

Na justificação do PLS 699/07, o senador Renato Casagrande afirmou que a permanência dessa proibição na Lei da Super-Receita cria obstáculo à extinção de créditos tributários, especialmente os acumulados por empresas exportadoras, impedidas de utilizá-los para quitar débitos junto ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Com informações da Agência Senado.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 12 de janeiro de 2010, 12h21

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 20/01/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.