Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fim da acusação

MP pede extinção de processo de travesti

O Ministério Público estadual do Rio de Janeiro vai pedir a extinção do processo em que o travesti André Albertini, conhecido como Andréia, é acusado de extorsão ao atacante Ronaldo, atual jogador do Corinthians. A travesti morreu na manhã desta quinta-feira (9/7), em Mauá, São Paulo. A notícia é do portal G1.

Responsável pela denúncia após o escândalo em abril de 2008, o promotor Alexandre Murilo Graça informou, por meio da assessoria de imprensa, que o MP vai requisitar uma cópia da certidão de óbito de André e solicitar a extinção do processo à juíza da 23ª Vara Criminal, onde tramita o processo.

Na denúncia, o promotor dizia que "André Luiz Ribeiro Albertini, vulgo Andréia, mediante grave ameaça, constrangeu Ronaldo Luís Nazário de Lima, com o intuito de obter indevida vantagem financeira". E mais: "Após três horas no interior do quarto, a vítima percebeu que não estava com mulheres, mas, sim, travestis, o que a fez desistir do programa. Ato contínuo, Ronaldo negociou com os travestis a quantia a ser paga, sendo certo que 'Carla' e 'Veida' aceitaram o valor oferecido, qual seja, R$ 1.300".

Para o promotor, Andréia, ao ver que seu "cliente era famoso jogador de futebol, conhecido como Ronaldo Fenômeno, aproveitou-se da situação e exigiu a quantia de R$ 50 mil, ameaçando-o de, caso não efetuasse o pagamento, procurar jornais e revistas, o que mancharia sua reputação e o prejudicaria em seus contratos de markerting". 

O corpo de Andréia foi enterrado por volta das 10h15 desta sexta-feira (10) no Cemitério Santa Lídia, em Mauá, no ABC. Albertini morreu após complicações causadas por pneumonia e meningite.

Revista Consultor Jurídico, 10 de julho de 2009, 16h51

Comentários de leitores

1 comentário

se borrando de medo

hammer eduardo (Consultor)

É mais um capitulo desta grotesca novela que se encerra. O CONJUR foi "britanico" na explicação da causa mortis mas a grande Imprensa ja entregou que as duas causas são paralelas a um quadro de HIV anterior ao imbroglio com o ronaldo , risco permanente de quem se mete neste tipo de "atividade". Por outro lado , as trapalhadas bizarras em que esses analfabetos de bolso forrado mas que via de regra batem um bolão , apreciam se meter , seriam comicas se não acabassem desta forma. De acordo com o proprio texto do CONJUR que corre paralelo com o da Imprensa, o "jogador ronaldo fofomeno demorou APENAS 3 horas para descobrir que não eram mulheres de verdade" , cabe a pergunta , é pra rir? Realmente nunca pudemos esperar muito deles a nivel de intelecto mas dai a demorar 3 horas , convenhamos!
Tambem a "esposa da vez" devidamente embuchada por acidente para logo depois casar as pressas como sempre , ficou escandalizada , foi embora mas depois voltou , afinal a criança não tinha culpa e uma gorda pensão eterna não faz mal a ninguem.
Agora com esta morte inesperada da "menina" , o fofomeno deve estar correndo para o consultorio do infectologista para ver se não saiu "premiado" da brincadeirinha do ano passado , afinal com o nivel intelectual medio deles , podem achar que preservativos são outras formas de goma de mascar.
Caso o fofomeno saia ileso desta , que alias é o que se espera , bem que poderia fechar um contrato de publicidade "basico" com as Oticas do Povo e virar seu cliente VIP, afinal este incidente mostrou que alem de TOSCO , o fofomeno ainda tem serios problemas visuais , 3 horinhas para ver a "DIFERENÇA" , sei não....

Comentários encerrados em 18/07/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.