Consultor Jurídico

Registro de imóveis

Supremo abre inquérito contra irmão de Renan Calheiros

O Supremo Tribunal Federal abriu Inquérito para investigar o deputado Olavo Calheiros (PMDB-AL) por denúncias de grilagem de terras, falsificação de documentos públicos e sonegação fiscal. Ele é irmão do ex-presidente do Senado, Renan Calheiros.

O Inquérito foi aberto a pedido do procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza. Ele quer apurar irregularidades detectadas no registro de fazendas do deputado em Murici (Alagoas), segundo a Agência Estado.

Um fazendeiro da cidade constatou divergência no registro dos imóveis da região. O número do registro da fazenda de Olavo Calheiros corresponderia na verdade às terras de Renan. E a propriedade de Renan teria como registro o mesmo número da fazenda de Genival Mendes de Melo.

Antonio Fernando Souza pede que a Receita Federal informe se as fazendas estão nas declarações de renda de Olavo Calheiros. O deputado responde a outro Inquérito por suspeita de crime ecológico.

Por causa da divergência, o fazendeiro representou contra a tabeliã responsável pelos registros na Corregedoria Geral da Justiça de Alagoas. No relatório final, o órgão concluiu que a tabeliã "incorreu na prática de diversas irregularidades, com o objetivo único de favorecer outros (Olavo Calheiros), consolidando em mãos de terceiros escrituras registradas de forma fraudulenta".

Inq 2.695




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 28 de março de 2008, 21h29

Comentários de leitores

1 comentário

Isso aí é mal de família? Nesse ano que passou,...

Zerlottini (Outros)

Isso aí é mal de família? Nesse ano que passou, só se ouviu ou se leu sobre "Calheiros" metidos em alguma "bandalha"... Êita, pessoalzinho "porreta" esse... Francisco Alexandre Zerlottini. BH/MG.

Comentários encerrados em 05/04/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.