Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Verbas da Funasa

Cabe à Justiça Federal julgar ações por desvio de repasses

Ação Penal que envolve desvio de repasses federais deve ser processada e julgada pela Justiça Federal. O entendimento é da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça. Os ministros concederam Habeas Corpus para três acusados de envolvimento no desvio de verba da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) em Mato Grosso.

A Turma suspendeu a prisão preventiva dos acusados, decretada pelo Tribunal de Justiça mato-grossense, e decidiu ser da competência do Tribunal Regional Federal da 1ª Região a apreciação do processo criminal contra eles. Segundo o relator, ministro Jorge Mussi, por não existir provas da materialidade dos crimes e indícios da autoria, a decisão que decretou a prisão preventiva não foi corretamente proferida, já que um dos delitos atribuídos deve ser julgado pela Justiça Federal.

Por considerar que os repasses federais supostamente desviados estão sujeitos à prestação e fiscalização do Tribunal de Contas da União, atribuindo a competência para a Justiça Federal, o ministro determinou a remessa da ação para o TRF-1. Foi expedido alvará de soltura dos acusados. Se eles não estiverem presos por outros motivos, serão libertados.

A turma ainda considerou que além de não constarem os motivos e fundamentos da prisão, os suspeitos têm residência fixa e profissão definida e que afasta a justa causa para a decretação da prisão preventiva.

HC 100.955

Revista Consultor Jurídico, 4 de junho de 2008, 0h02

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/06/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.