Consultor Jurídico

Depoimentos do mensalão

Duda Mendonça reafirma inocência em depoimento sobre mensalão

O Duda Mendonça, o marqueteiro de Lula na campanha à Presidência de 2002, negou, nesta quarta-feira (16/1), o envolvimento nos crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas no caso do mensalão. Em depoimento de duas horas, ele declarou que é “honesto” ao juiz Cristiano Santana, da 17ª Vara Federal da Bahia.

Duda disse que não sabia a origem do dinheiro com que o PT pagava seus serviços. "Não me arrependo de nada. As denúncias não têm cabimento, prestei contas de tudo." Segundo Mendonça, abrir a conta no exterior foi a única forma de receber o pagamento pelos serviços prestados em campanha eleitoral. As informações são da Agência Estado

Segundo o marqueteiro, o PT pagou cerca de R$ 22 milhões dos R$ 32,5 milhões a que teria direito. O acordo foi feito com o então tesoureiro do PT, Delúbio Soares. A sócia do publicitário, Zilmar Fernandes, confirmou à Justiça que cobrou de Soares, mas ele a teria orientado a procurar o empresário Marcos Valério.

O serviço prestado ao PT aconteceu entre 2001 e 2003, mas até 2005 o partido ainda não havia pagado o restante da dívida. Duda admitiu que teve contato com Valério, mas apenas para ouvir dele que precisava abrir a conta no exterior. O advogado de Duda, Tales Castelo Branco, afirmou que seu cliente agiu para defender seus interesses. "O PT exigiu que ele abrisse a conta ou então seria o calote, ele ficaria a ver navios", sustentou.

Duda não pôde escapar, no entanto, da acusação de sonegação fiscal, mas disse já ter recolhido à Receita Federal o valor de R$ 4,3 milhões de multa por ter omitido os valores referentes a seus rendimentos no escândalo. Foi a primeira audiência de Duda e de Zilmar na Ação Penal que tramita no Supremo Tribunal Federal.

O STF rejeitou o argumento de que a conta estaria em nome de pessoa jurídica e não pessoa física o que, para a defesa de Duda, não o obrigaria a uma declaração formal à Receita. Na justificativa pela abertura do processo, segundo o ministro Joaquim Barbosa, "a utilização de pessoa jurídica como escudo para cometimento de ilícitos não tem acolhimento no ordenamento jurídico brasileiro".





Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 16 de janeiro de 2008, 20h58

Comentários de leitores

6 comentários

Sr. Migg77. Eu não disse que o Brasil foi um pa...

Mauro (Professor)

Sr. Migg77. Eu não disse que o Brasil foi um país de 1º mundo. Você não percebeu que eu fiz uma pergunta retórica, ou seja, querendo dizer justamente que o Brasil nunca foi um país de 1º mundo e por isso o Lula não é o único culpado por tudo isso, mas teve sua parcela de contribuição. E sobre briga de galo, aqui no Conjur eu já debati com pessoas de modo salutar e chegamos a ocupar três páginas de comentários. Gosto do Conjur porque aqui tem pessoas de bom nível e têm avidez, como eu, por debates. Aprendo muito aqui. Sei também, e muitos psicólogos também sabem até melhor do que eu, que muitas pessoas acusam os outros de problemas que na realidade são delas. Acho que não fica bem você expor em público os seus problemas sexuais.

Sr. Mauro, quem falor para o Sr. que o Brasil u...

Mig77 (Publicitário)

Sr. Mauro, quem falor para o Sr. que o Brasil um dia foi de 1o. mundo?Sinceramente eu comecei ler e não terminei.Dizem que o brasileiro está acostumado a comer comida estragada de 15 dias (é comida mesmo, senão vem censura)e quando come comida estragada de uma semana ele fica feliz.O brasileiro realmente não sabe votar (coitado do Pelé quando ele disse isso,quase lincharam-no).O Fernando Henrique é ruim mesmo.Muito ruim.O Lula Deus me livre.Nenhum dos dois quis colocar o Brasil no cenário mundial de importância.Como país exportador de equipamentos e manufaturados.Só exporta minério de ferro, laranja,frango,soja etc.Nenhum dos dois rasgou a CLT e nem acabou com a Justiça do Trabalho.Nenhum dos dois quis o Brasil no 1o. mundo.Em 20 anos teríamos colado na India etc.bla,bla,bla.Soube tambem que briga de galo é comum em pessoas com problemas sérios de identificação sexual. É um estudo de um psquiatra argentino.

E processo se arrasta, nada acontece e mudam as...

Bira (Industrial)

E processo se arrasta, nada acontece e mudam as versões...interessante...

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 24/01/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.