Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Caso Cisco

Caso Cisco: empresários acusados de sonegação ganham liberdade

O ministro Eros Grau julgou prejudicado o pedido de revogação da prisão preventiva dos empresários Cid Guardia Filho e Ernani Bertino Maciel. Eles foram presos na Operação Persona, da Polícia Federal, acusados de sonegar impostos na importação de produtos da multinacional Cisco. De acordo com o Ministério Público, o esquema causou prejuízo de R$ 1,5 bilhão aos cofres públicos.

A defesa dos empresários comunicou a revogação da prisão preventiva de seus clientes pelo juiz da 4ª Vara Federal Criminal de São Paulo, motivo pelo qual o relator julgou prejudicado o pedido ao STF.

Guardia Filho estava preso no presídio Advogado Ariston Cardoso, em Ilhéus (BA), e Maciel na Superintendência da PF em São Paulo. A defesa de ambos alegava que a manutenção da prisão constituía constrangimento ilegal em razão da “ausência de elemento concreto e objetivo a eles vinculado que demonstre a necessidade incontestável da custódia preventiva”.

HC 93.272

Revista Consultor Jurídico, 9 de abril de 2008, 11h35

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/04/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.